15 vezes a velocidade do som, pilotos de caça compartilham detalhes arrepiantes de avistamentos de OVNIs que desafiaram as leis da física

O último documentário baseado no bizarro ‘Noite dos OVNIs’ apresenta um clipe de áudio arrepiante de um piloto de caça brasileiro que encontrou um dos muitos OVNIs que apareceram no Brasil em maio de 1986.

Em 19 de maio de 1986, um evento de longa duração ocorreu no Brasil envolvendo o avistamento de 21 OVNIs por inúmeras testemunhas civis e militares em quatro estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

Na ocasião, a Força Aérea Brasileira (FSB) desdobrou seu caça para interceptar os objetos.

De acordo com informações divulgadas pelas autoridades brasileiras, os pilotos de caça enviados para rastrear esses objetos estavam em sua maioria desorientados com o que viram. No misterioso evento, cinco pilotos da força aérea viram até 21 objetos aparecerem e desaparecerem sem qualquer explicação plausível.

Um documentário lançado recentemente ‘Moment of Contact’ baseado no incidente apresenta uma mensagem de rádio enviada por um dos pilotos de caça para a torre de controle.

O áudio reproduzido no filme é do momento em que o piloto encontrou o OVNI no que seria um dos momentos mais estranhos de sua vida. O piloto grita: “Não é um avião, o que é?” em um áudio arrepiante que surpreendeu o público.

Fotografia de objetos no céu à noite de OVNIs capturados pelo fotojornalista brasileiro Adenir Britto (governador do Brasil)

“Não é um avião; o que é isso? São três?” o piloto de caça enviou uma mensagem de rádio para a torre de controle. “Ainda há mais.” Bravo-Zulu. Entendeu? O cara está atrás dele. O pequeno clipe foi lançado pelo diretor James Fox, The Sol relatado.

O documentário não é o primeiro a explorar o tema da ‘Noite dos OVNIs’ gravado na consciência dos brasileiros. É provavelmente o primeiro a apresentar o clipe de áudio original. Na noite desses avistamentos, os pilotos viram objetos se movendo a 11.500 mph (Mach 15) e não apareceram nos radares das aeronaves.

O documentário é significativo, pois objetos aéreos não identificados (OVNIs) estão sendo seriamente explorados por políticos, oficiais da força aérea, cientistas espaciais e autoridades de segurança nacional em todo o mundo. Os EUA realizaram uma audiência maciça para coincidir com o aniversário da ‘UFO Night’ em maio.

O Senado brasileiro também realizou uma sessão especial em 24 de junho para marcar o 75º aniversário do Dia Mundial da Ufologia, observado por especialistas e entusiastas de OVNIs.

Também vale a pena notar que os avistamentos de OVNIs em todo o mundo aumentaram significativamente. Só nos EUA, os incidentes aumentaram de 143 para 400 em pouco mais de um ano. Mesmo depois de décadas, EUA, Rússia e China estão estudando intensamente fenômenos misteriosos.

O que aconteceu na noite dos OVNIs?

Alrededor de las 20:00 horas de la noche del incidente, el sargento Sergio Mota da Silva, controlador aéreo del aeropuerto de Sao José dos Campos, en Sao Paulo, notó una luz en el cielo desde la torre de control de un aeropuerto cercano a a cidade. Isso marcou o início da Noite dos OVNIs.

Mota ficou intrigado com essa atividade incomum, então se aproximou dos controladores da torre do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, para ver se um avião estava voando em sua pista. A resposta foi não, e enquanto ele ainda falava, o objeto desapareceu.

Sargento Sérgio Mota da Silva na torre de controle de São José dos Campos (BBC)

No entanto, o objeto apareceu novamente depois de um tempo, brilhando mais forte que o primeiro. De acordo com o relato de Mota sobre o incidente, ele olhou com binóculos para ver melhor o objeto e o achou inusitado, leve e multicolorido. Em uma de suas entrevistas com a BBC, ele disse: “Se eles estavam tentando interagir comigo, eu não sei. O que eu sei é que eles se comportaram de forma inteligente.”

Logo após os objetos serem avistados, três caças foram despachados, incluindo um Mirage F-103, que descolou pouco antes das 23h00 com o Capitão Armindo Sousa Viriato nos comandos. Segundo o piloto, seu avião estava voando a uma velocidade de 1.000 mph, mas quando estava prestes a se aproximar do objeto, acelerou a uma velocidade de 11.500 mph ou cerca de 15 vezes a velocidade do som.

Arquivo:F-103 (12978615984).jpg - Wikimedia Commons
F-103- Wikimedia Commons

Após o incidente da ‘Noite do OVNI’, os pilotos da força aérea admitiram que não tinham ideia do que haviam testemunhado. De acordo com os relatos desses pilotos, eles receberam o dever de abordar e identificar esses objetos.

No entanto, eles não conseguiram se aproximar desses objetos extraterrestres em movimento rápido, muito menos identificá-los.

avistamentos de OVNIs
avistamentos de OVNIs

O jornal The Sun citou o tenente Kleber Caldas Marinho, piloto da Força Aérea, dizendo: “Segui o contato a cerca de 30.000 pés quando perdi o contato do radar e fiquei apenas com contato visual”.

Em 23 de maio de 1986, às 16h30, o então Ministro da Aeronáutica, Brigadeiro Octávio Júlio Moreira Lima, convocou uma entrevista coletiva para informar à imprensa que cinco caças da FAB estavam perseguindo 21 OVNIs. Na época, ele disse aos repórteres: “Não se trata de você acreditar ou não em seres extraterrestres. Só podemos dar informações técnicas. Existem várias hipóteses. Tecnicamente, eu diria que não temos explicação.”

Quase todas as investigações e debates sobre OVNIs que foram vistos no Brasil várias vezes se concentraram no incidente da ‘Noite do OVNI’ devido à magnitude e ao grande número de testemunhas.

O interesse mundial em fenômenos aéreos não identificados (UAPs) foi reacendido com a histórica audiência do Congresso dos EUA sobre OVNIs realizada em maio pela primeira vez em mais de 50 anos, e os governos da Rússia Os EUA e a China também anunciaram suas investigações sobre o assunto.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.