3.000 registros e um passo importante em direção à diversidade no mundo dos jogos.

Ações para reduzir a ocupação em nossos escritórios.

Sabemos que todo mundo joga, mesmo em uma pesquisa realizada pela Newzoo, o Brasil é o 13º maior mercado de jogos do mundo e líder na América Latina. Além disso, as mulheres já são maioria entre os jogadoresMas também é importante trazer essa diversidade para os bastidores. De acordo com um pesquisa realizada pelo Ministério da Cultura, no ano passado, a participação feminina cresceu 38% entre os profissionais do mercado. Ainda é um número pequeno, mas a luta para tornar essa área mais diversificada não para e a participação está crescendo.

No início deste ano, aprendi sobre um projeto do Google nos Estados Unidos que estava gerando um resultado significativo: o Mude o jogo, um desafio para celebrar todas as mulheres que jogam e para capacitar e incentivar a próxima geração de desenvolvedores de jogos. Trazer esse projeto para o Brasil tornou uma missão pessoal para mim.

Em junho, durante o Google para o BrasilCriamos o desafio e convidamos meninas de 15 a 21 anos, de escolas públicas e privadas de todo o país, para nos contar sobre suas idéias de jogo, incluindo a mecânica, a narrativa e os personagens.

Para incentivar e apoiar as meninas, promovemos Hackathons do norte ao sul do país, que ofereceu conferências com depoimentos de executivos de sucesso nas áreas de desenvolvimento de tecnologia e jogos, dinâmica de criatividade e disponibilidade de suporte e recursos para registro.

O resultado não poderia ser mais incrível: mais de 3.000 registros de todas as regiões do Brasil! Nossa missão foi difícil: selecione duas dentre tantas idéias extraordinárias. Após vários meses de discussões e análises, tenho o prazer de apresentar os vencedores do desafio Change the Game 2019: Isabela, estudante de 17 anos do Colégio COTEMIG, e Letícia, estudante de 16 anos do Centro Federal de Educação Tecnológica em Minas Geral (CEFET-MG). Os dois estudam em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Em um dos jogos vencedores, o personagem volta no tempo para reviver a vida de mulheres fortes e importantes em nossa história na luta contra o mal. No outro, uma jovem embarca em uma aventura no mundo da programação com seu fiel companheiro felino.

Isabela e Letícia terão suas idéias de jogos adaptadas e desenvolvidas pela TappsGames, que possui mais de 400 jogos de sucesso em seu portfólio, e foram lançadas no Google Play em 2020. Além disso, também ofereceremos 16 cursos de 144 horas de aula. Programação online para 800 meninas.

Este projeto é apenas o começo. A diversidade no mundo dos jogos ainda tem um longo caminho a percorrer e continuaremos nosso compromisso de mudar o jogo e influenciar as mudanças de longo prazo para as mulheres, tanto jogadores quanto criadores.

Postado por Maia Mau, diretor de marketing do Google Play para a América Latina, responsável pelo desafio Change the Game

http://1.bp.blogspot.com/-mX0dxJxp8dg/Vo8MSdxypWI/AAAAAAAAARsI/EjaFhvgAEgc/s1600/Beutler_Google_Giftwrap_-v2TW.png



->


You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *