A Apple supostamente pagou milhões a uma mulher depois que fotos explícitas foram enviadas ao Facebook

maçã supostamente pagou a uma mulher milhões de dólares para resolver uma ação judicial depois que técnicos de reparo do iPhone carregaram conteúdo explícito de seu iPhone para Facebook.

De acordo com uma queixa registrada na Califórnia, a mulher, uma estudante universitária cujo nome não foi divulgado publicamente, “sofreu uma divulgação de informações privadas sem o seu consentimento, resultando em uma reclamação de ferimento pessoal” contra o empreiteiro de reparos da Apple. Pegatron Technology Service, Inc.

CLIQUE AQUI PARA LER MAIS SOBRE A FOX BUSINESS

Os registros da queixa da mulher não estavam disponíveis. No entanto, o nome da Apple veio à tona em um caso relacionado quando a Pergatron entrou com uma ação judicial contra sua seguradora buscando o reembolso do dinheiro que havia pago à Apple.

A reclamação decorre de um incidente em 2016, quando uma estudante universitária “descobriu que fotos sexualmente explícitas e um vídeo que ela armazenou em seu celular foram carregados em sua página do Facebook”, de acordo com documentos judiciais separados.

O usuário do iPhone toca no logotipo do Facebook na tela do iPhone para abrir o aplicativo. (iStock)

O incidente ocorreu quando “o telefone celular do estudante estava sendo consertado na instalação PTSI do reclamante em Elk Grove, Califórnia”, alegam documentos do tribunal.

A estudante só percebeu que o conteúdo havia se tornado público depois que seus amigos encontraram as “imagens sexualmente explícitas em sua página do Facebook”, indicaram documentos judiciais.

Os representantes do Facebook não responderam ao pedido de comentários da FOX Business.

OBTENHA A FOX NEGÓCIOS EM MOVIMENTO CLICANDO AQUI

De acordo com O telégrafo, que foi a primeira a relatar o incidente, a Apple demitiu dois técnicos após investigar o assunto. No entanto, a empresa também solicitou sigilo antes de seu nome ser relacionado à briga legal com sua empresa de reparos.

Um porta-voz da Apple confirmou à FOX Business que a empresa tomou medidas após saber da “violação flagrante” de suas políticas.

“Levamos a privacidade e a segurança dos dados de nossos clientes muito a sério e temos vários protocolos em vigor para garantir que os dados sejam protegidos durante o processo de reparo”, disse a Apple em um comunicado à FOX Business. “Quando soubemos dessa violação flagrante de nossas políticas em um de nossos fornecedores em 2016, tomamos medidas imediatas e continuamos a fortalecer nossos protocolos de fornecedores desde então.”

De acordo com o The Telegraph, a quantia exata de dinheiro dada ao estudante não foi divulgada, embora tenha correspondido a um pagamento de “vários milhões de dólares”.

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *