A campanha “o direito de dizer adeus” faz com que os idosos se despedam de seus entes queridos na Itália

JBr.

Ao sofrer uma grave crise de saúde, devido ao grande número de pessoas infectadas com o novo coronavírus, a Itália superou a China no número de mortes pela covid-19, com cerca de 5.500 mortes registradas.

No auge do contágio, o país sofre com a falta de profissionais de saúde, respiradores, máscaras faciais e outros equipamentos essenciais para combater a pandemia, o que causou o colapso do sistema de saúde do país.

Como resultado, muitos idosos que foram hospitalizados após contrair a doença permanecem sozinhos até morrerem. Muitos deles, devido ao isolamento, morreram se despedissem de seus parentes.

As tristes histórias desses anciões falecidos motivaram um grupo de militantes do partido democrático na zona 6 de Milão a liderar uma iniciativa para que os isolados tivessem pelo menos a possibilidade de se despedir de seus entes queridos. As informações são do site da BBC.

Segundo a publicação, os militantes compraram cerca de 20 comprimidos que depois foram distribuídos no Hospital San Carlo e que permitem a realização de videochamadas.

“A idéia de não poder me despedir me machuca mais que a própria morte e há outros lugares com idosos, hospitais e asilos, onde não há mais a possibilidade de me despedir”, disse um dos líderes do projeto, o vereador. do Partido Democrata Lorenzo Musotto. A iniciativa foi chamada “o direito de dizer adeus”.

Fase sombria

Em recente entrevista ao jornal italiano Il Giornale, Francesca Cortellaro, médica do hospital San Carlo Borromeo, em Milão, retrata o pesadelo de pacientes infectados com o covid-19.

“Você sabe o que é mais dramático? Veja os pacientes morrerem sozinhos, ouça-os pedir que seus filhos e netos sejam demitidos por eles “, disse ele.

A profissional contou um dos momentos difíceis em que teve que ajudar uma dama a se despedir da neta. Depois que a velha pediu para falar com seu parente, Cortellaro pegou o telefone e ligou para ela em vídeo. “Se despediram. Logo depois, ela saiu “, disse ele.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.