À espera do rio, o Verdão fatura R $ 10 milhões e aparece nas estatísticas

Folhapress

Palmeiras vence Libertad e avança para semifinal da Libertadores

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Palmeiras não precisou de muito para se classificar, mas fez o dever de casa. O time do alviverde venceu nesta terça-feira (15) a Libertad (PAR) por 3 a 0, no Allianz Parque, e garantiu a classificação nas semifinais da Copa Libertadores. Gustavo Scarpa, Rony e Gabriel Menino marcaram os gols da vitória palmeirense. No jogo de ida, no Paraguai, as duas seleções empataram em 1 a 1. Esta será a oitava participação de Palmeire na fase semifinal do torneio continental, a segunda desde 2018. Há dois anos, comandado por Luiz Felipe Scolari, o clube estava entre os primeiros quatro da competição, mas caiu para o Boca Juniors (ARG), que tomou a decisão contra o River Plate (ARG). O time de Marcelo Gallardo pode até ser rival dos alviverdes na semifinal. Para o duelo desta quarta-feira, a novidade no Palmeiras foi a entrada de Marcos na lateral direita, que levou Gabriel Menino ao meio-campo. Desta forma, a equipe venceu em jogo pela faixa central, com Menino participando da largada com o primeiro volante Danilo. Outra novidade estava no banco. Longe dos últimos três jogos após ter sido infectado pelo Covid-19, o treinador Abel Ferreira voltou a trabalhar na entrada do campo. Os portugueses viram Libertad sobressaltar-se nos primeiros minutos, quando Weverton foi forçado a fazer uma boa defesa a um remate de Ferreira. Em seguida, Gustavo Scarpa foi recompensado pela insistência com a abertura do placar. Na primeira tentativa, o meio-campista recuperou a bola perto da área paraguaia e chutou fraco com a perna direita, que não é a boa, nas mãos de Martín Silva. Na segunda chance, o goleiro uruguaio nada pôde fazer. Rony acabou atrapalhando a finalização de Raphael Veiga, mas a bola sobrou de Scarpa, que cruzou, desta vez com a esquerda, para fazer o 1 a 0. O camisa 14 também arriscou outro chute de fora da área, em A jogada mais eficaz na primeira parte: troca de passes e abordagens pelo meio para gerar oportunidades ofensivas. Nos últimos dez minutos do jogo de ida, o Palmeiras viu a troca de passes do Libertad. Os paraguaios, sem conseguir se infiltrar na defesa rival, passaram a buscar o jogo direto, forçando o trabalho de Luan e Gustavo Gómez por cima. Para o segundo tempo, o Libertad voltou com dois atacantes muito experientes em busca do empate. Óscar Cardozo, 37, que disputou a Copa do Mundo 2010 com o Paraguai, e Héctor Villalba, 26, campeão da Libertadores (na reserva) pelo San Lorenzo, em 2014. Com o grandão Cárdozo (1,93 m), A estratégia dos paraguaios de atacar o Palmeiras por cima e tentar jogar limpo ficou ainda mais clara. Porém, aos 18 minutos da fase final, a vida no Palmeirense ficou mais fácil. Iván Piris, ex-jogador do São Paulo, chutou Raphael Veiga sem bola e, após checar o VAR, recebeu cartão vermelho. Em seguida, aproveitando os espaços da defesa do Libertad, Gabriel Menino iniciou a jogada e chamou Marcos Rocha. O ala foi para trás e cruzou rasteiro para Ron, que completou um carro para marcar o segundo. O time alviverde fechou a conta no final da partida, com Gabriel Menino, que desta vez completou a jogada. Gustavo Scarpa, melhor jogador do Palmeiras na terça-feira, recebeu o ataque da esquerda e rolou em direção ao meia, que marcou primeiro para fechar a vitória e se classificar para a semifinal. Agora, o Palmeiras aguarda o vencedor do confronto entre River Plate (ARG) e Nacional (URU), que joga nesta quinta-feira (17), em Montevidéu. Os argentinos, que chegaram às duas últimas finais da Libertadores, venceram a primeira mão, em Avellaneda, por 2 a 0. PALMEIRAS Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez (Emerson Santos) e Viña; Danilo, Gabriel Menino e Raphael Veiga (Zé Rafael); Gustavo Scarpa (Breno Lopes), Gabriel Veron e Rony (Willian). T.: Abel Ferreira LIBERDADE Martín Silva; Ramírez, Cardozo, Adorno e Píria; Cáceres (Martínez), Bareiro (Villalba), Campuzano (Franco) e Espinoza; Ferreira (Enciso) e Martínez (Cardozo). T .: Gustavo Morinigo Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP) Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN) Assistentes: Jorge Urrego e Tulio Moreno (VEN) VAR: Jhon Ospina (COL) Cartões amarelos: Abel Ferreira (PAL); Adorno, Cáceres, Ferreira e Martínez (LIB) Cartões vermelhos: Ivan Piris (LIB) Gols: Gustavo Scarpa (PAL), 20 minutos do 1º Q; Rony (PAL), aos 22min, e Gabriel Menino (PAL), aos 36min do 2º Q

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *