A maioria dos casos de covid-19 pode vir de pacientes que não apresentam sintomas

JBr.

Um estudo de pesquisadores holandeses e belgas, publicado no banco de dados medRxiv, observa que em Tianjin, China, 62% dos casos de infecção pelo novo coronavírus foram provenientes de pessoas assintomáticas, ou seja, não sentiram os sintomas da doença.

Em Cingapura, outra cidade chinesa, quase metade dos casos também proliferou através de pessoas assintomáticas, segundo a pesquisa. Note-se que o estudo ainda não foi revisado por pares.

Para chegar aos números, os pesquisadores trabalharam com os valores gerais das faixas percentuais calculadas (entre 48% e 66% dos casos em Cingapura e 62% a 77% em Tianjin). A equipe também calculou o tempo médio entre o momento em que uma pessoa é infectada e a outra: 5,2 dias para Cingapura e 3,95 para a cidade chinesa.

O papel da transmissão assintomática na pandemia de Covid-19 permanece incerto. Casos com essa origem foram bem documentados, mas até então pareciam ser responsáveis ​​pela minoria das transmissões. Em seu site, o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos afirma que essa não é a principal forma de transmissão do vírus. Mas novas evidências, incluindo este estudo, estão começando a apontar que o oposto pode ser verdadeiro.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *