A OMS apela aos países para que fortaleçam as medidas para evitar a mutação mais perigosa do COVID-19

O número médio de novos casos diários em todo o mundo aumentou 10% na última semana. | Foto: AFP

A Organização Mundial da Saúde (OMS) Ele instou os países a fortalecerem as medidas sanitárias para suprimir, tanto quanto possível, o avanço da Variante delta de COVID-19 e evitar o surgimento de uma mutação mais forte desse vírus.

Michael Ryan, Diretor de Emergências da quem, garantiu que as medidas de prevenção já aplicadas desde o surgimento da COVID-19 pode parar a variante Delta do vírus, especialmente, quando a vacinação contra esta doença é adicionada.

Por que a OMS fez esta ligação?

A variante delta do coronavírus está em alta no mundo, forçando as autoridades neste fim de semana a apertar as restrições sanitárias com confinamentos locais na China, a enviar soldados para a Austrália para fazer cumprir as medidas e estender o estado de emergência no Japão em plena Olimpíada

Duas novas regiões da China, incluindo uma cidade de 31 milhões de habitantes, registraram surtos epidêmicos, em meio ao pior surto de coronavírus nos últimos meses no país, anunciaram autoridades de saúde no sábado.

As infecções foram relatadas na província de Fujián e na cidade de Chongquing, que se somam a quatro províncias e Pequim, onde Infecções por variantes delta já haviam sido relatadas.

Sinal de preocupação em um país que controlou amplamente a epidemia, centenas de milhares de pessoas já foram confinadas na província de Jiangsu, enquanto a capital, Nanjing, decretou neste sábado o fechamento de atrações turísticas e culturais, e 41.000 foram obrigados a permanecer em casa no distrito de Changping, em Pequim.

Pior ainda, a cidade turística de Zhangjiajie, na província de Hunan, Confinou 1,5 milhão de residentes e fechou todas as atrações turísticas na sexta-feira, segundo nota oficial.

O Japão, uma semana após o início das Olimpíadas, estendeu seu estado de emergência até o final de agosto em Tóquio e estendeu-o a quatro outros departamentos.

O número de casos COVID-19 aumentou 10% na última semana

O número médio de novos casos diários globalmente aumentou 10% na semana passada, de acordo com uma contagem da agência internacional de notícias AFP, em grande parte devido à variante delta.

Embora a região da Ásia-Pacífico tenha sido duramente atingida, com casos diários aumentando 61% no Vietnã e no Japão, os países ocidentais também estão enfrentando aumentos repentinos, com os Estados Unidos e o Canadá apresentando 57% a mais de infecções.

A variante delta pode desencadear mais surtos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a variante delta pode desencadear mais surtos em uma área de alto risco que vai do Marrocos ao Paquistão, onde as taxas de vacinação são baixas.

No Japão, o número de casos permanece baixo em comparação com outros países, com 3.300 novas infecções relatadas em Tóquio na sexta-feira.Mas especialistas dizem que o sistema médico corre o risco de ser sobrecarregado pelo baixo nível de vacinação: apenas um quarto da população recebeu duas doses.

Os organizadores dos Jogos Olímpicos relataram 27 novos casos relacionados ao evento na sexta-feira, o maior número diário até agora.

Na Austrália, a polícia de Sydney vai contar com a ajuda de 300 soldados para fazer cumprir as restrições na maior cidade do país (5 milhões de habitantes), onde o número de infecções bateu um recorde na quinta-feira.

E Brisbane, o terceiro mais populoso, ficará confinado a partir desta tarde de sábado por três dias.

Na França, porém, neste sábado haverá, pela terceira semana consecutiva, manifestações contra a prorrogação do passaporte de saúde e vacinação obrigatória para algumas profissões.

O primeiro dia de manifestações reuniu 110 mil pessoas em todo o país e o segundo 161 mil.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *