A vida é uma praia para a dupla de vôlei Brackcides e Makokha

Brackcides Agala em ação em Mombaça. [Omondi Onyango, Standard]

As atletas olímpicas Gaudencia Makokha e Brackcides Agala retornarão ao serviço pela seleção feminina de vôlei de praia nos Jogos da Commonwealth em Birmingham, Reino Unido.

A dupla foi escolhida para uma missão internacional porque a capitã Naomi Too e o ex-capitão Phoscah Kasisi foram cortados do grupo de viagem.

Ao nomear sua equipe ontem, a técnica Salome Wanjala disse que os quatro jogadores que estavam no acampamento em Mombaça foram igualmente bons para a seleção final.

“Meu desejo era que todos os quatro jogadores competissem em Birmingham, mas só nos foram atribuídas vagas para dois jogadores”, disse Wanjala.

A equipa encerrou os treinos ontem em Mombaça e partiu para Nairobi para se preparar para a partida na segunda-feira.

“Estávamos em um campo de bolhas onde nossa concentração estava no saque e no bloqueio. Como treinadora, as meninas estão prontas para os Jogos de Clubes”, disse o ex-jogador internacional e do KCB.

O Quênia está no Grupo A com os atuais campeões Canadá, Nova Zelândia e Gana.

O Quênia fará sua primeira aparição nos jogos e jogará suas partidas em Smithfield, em Birmingham, no Reino Unido, de 28 de julho a 8 de agosto.

Os Jogos de Clubes atraíram 12 nações. Makokha, que é o capitão da equipe, e Agala se uniram para participar das Olimpíadas de Tóquio de 2020 no Japão no ano passado e do Campeonato Mundial de 2022 no mês passado em Roma, Itália.

Em 2019, Makokha e Too conquistaram a medalha de prata nos Jogos Africanos de Rabat, Marrocos.

Wanjala disse que Makokha e Agala se uniram bem depois de participar das duas principais competições e muito se espera deles.

“Makokha e Agala têm sido consistentes, pois jogaram juntos em campeonatos de alto nível e sua experiência e exposição serão uma vantagem adicional para nós”, disse ele.

Enquanto isso, os nove vezes campeões africanos de vôlei Malkia Strikers intensificaram seus treinamentos no Brasil antes do Campeonato Mundial. A equipe disputou duas partidas preparatórias contra a seleção brasileira sub 20.

As quenianas, sob a tutela de Paul Bitok, deixaram sua base em São Paulo, onde treinam há três semanas, para a cidade de Saquarema, que fica a cerca de 70 km a leste da capital, Rio de Janeiro.

Na manhã de ontem, o Malkia Strikers registrou sua primeira vitória em sua turnê pelo Brasil ao vencer o Sesi Sorocaba da Super Liga B por 3 a 0 (28-26, 25-20, 25-15).

“Apesar de registrar uma grande melhora nos bloqueios e saques, somos fracos em nossos saques, ataques rápidos, defesa pelas costas e transição de bola”, disse o treinador.

Malkia está no Brasil como cortesia do Programa de Capacitação da FIVB para se preparar para o Campeonato Mundial, que será co-organizado pela Holanda e Polônia de 23 de setembro a 15 de outubro.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.