A vontade de gol e um árbitro polêmico

SPorting e FC Porto empataram, este sábado, 2-2, num duelo relacionado com a quarta jornada da Liga Portuguesa.

Se os especialistas em Clássicos previram um jogo muito tático e sem grandes oportunidades nos momentos iniciais da partida, então a história desse duelo entre rivais ditou um início titânico e sem espaço para pausas para checar as redes sociais ou responder a uma mensagem de telefone celular.

Sim, porque num jogo a portas fechadas os adeptos dos dois clubes tiveram de se agarrar à televisão para se manter no lugar do que se passava em Alvalade.

E demorou apenas nove minutos para o leão desbloquear o placar no recinto verde e branco, desta vez comandado por Nuno Santos. O Ansia Para chegar ao gol foi muito e os erros defensivos se multiplicaram na catadupa.

Aos 25 minutos apareceu o segundo tiro da partida, agora direcionado por Matheus Uribe que aproveitou o ‘presente com arco’ Zaidu, o que até lembrou Alex Tal então efeito uma cruz açucarada. No entanto, ele borrou a tinta um pouco mais tarde e falaremos sobre isso mais tarde.

Perto do intervalo, um novo erro de León culminou num contra-ataque massivo do FC Porto que não desperdiçou a cambalhota no marcador, fruto de uma excelente jogada do Corona. Momentos depois, Luís Godinho aponta para a marca dos 11 metros, reverte a decisão e anula a expulsão de Zaidu em um movimento que pode merecer uma interpretação diferente.

A fase complementar foi tocada em tom diferente, mais nas zonas intermediárias do que nas grandes áreas, não obstante Matheus Nunes e Pedro Gonçalves representaram duas ‘enxaquecas’ de todos os tamanhos para um dragão que sofreria a queda, aos 88 minutos, do estreante Observância. Foram muitas lutas, mas nem sempre o futebol foi o primeiro jogo.

Veja então os destaques deste Sporting-FC Porto

Melhor homem na área: É paransia os gols foram ótimos e os erros defensivos se multiplicaram de um lado para o outro … se destacam por Pepe. A Central Seleção O Nacional foi um reduto da equipa do FC Porto, fez tudo o que pôde e quase o que não pôde. Ainda negou alguns golos aos avançados leones e talvez se deva ao general dos dragões pelo ponto com que os pupilos de Conceição saíram de Alvalade.

Surpresa do jogo: Luis Diaz agiu Apenas 57 minutos e, além de não somar erros, também operou a assistência para o gol do Corona. Eficaz em todos os dribles que fez, foi também um dos jogadores que mais recuperou de bolas na fase inicial.

Desapontamento: Juan Cabral ultrapassou a margem de um clássico e foi reprovado no duro teste frente ao FC Porto. Segundo dados do portal GoalPoint, o ala Leo tocou na bola apenas 14 vezes, 2 delas nos chutes iniciais e nenhuma dentro zona FC Porto. Isso diz muito sobre a visualização de Juan

Treiners:

Ruben Amorim: Ele viu uma parte no banco e outra parte no setor mídia sob a ordem de expulsão que você recebeu no final da primeira parte. Com várias lacunas ainda a serem corrigidas no setor Mais atrás, o treinador do leão merece uma nota positiva pelos mecanismos que a equipa já revela, com uma mistura de juventude e uma boa poção de experiência. Quando jogou com a equipe jogou bem e teve a habilidade de ’empatar’ do banco com a entrada de Observância durante a segunda parte.

Sérgio Conceição: Ele só entrou com um reforço em campo e pela saída de Alex Tal o treinador azul e branco foi ‘forçado’ a apostar em Zaidu. Os dragões entraram com a lição bem estudada e onsia vencer desde o primeiro minuto, mas na etapa complementar faltou à Conceição poder de gestão para vencer. As substituições contribuíram pouco ou nada.

Juiz de partida: Nem sempre consistente em critérios disciplinares, Luís Godinho cometeu um grande erro na partida ao não cumprir a penalidade para o Sporting aos 45 minutos e, portanto, deveria ter sido expulso Zaidu o campo de jogo.

Seja sempre o primeiro a saber.
Siga o site escolhido pelo quarto ano consecutivo Consumer Choice.
Baixe nosso aplicativo gratuito.


Baixe do Google Play

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *