Adolescente de 17 anos suspeito de desmembrar avó é preso

JBr.

Um garoto de 17 anos foi preso na noite de terça-feira (17), suspeito de matar e desmembrar sua avó de 67 anos. Depois de cometer o crime, o menor teria enterrado a cabeça da vítima e outras partes do corpo no pátio da casa onde ele morava. O suspeito disse à polícia que se considerava um serial killer.

Segundo a polícia, quando os militares chegaram perto da residência, o adolescente foi detido por familiares. Os parentes da vítima, que telefonaram para a Polícia Militar (PM), relataram que o menor havia matado sua própria avó.

O suspeito confessou à polícia, que entrou na propriedade em Jaru-RO e encontrou várias marcas de sangue nos quartos, além de parte do corpo da vítima.

Quando os especialistas chegaram ao endereço, descobriram que o corpo da mulher de 67 anos havia sido desmembrado e vários membros foram enterrados na parte de trás do pátio, incluindo a cabeça, pernas e braços. O menor não terminou de esconder o corpo porque alguns amigos da vítima suspeitaram do desaparecimento da velha na quarta-feira.

Ao prender o adolescente, o primeiro-ministro descobriu que estava cheio de arranhões no corpo, causados ​​durante uma briga corporal entre a vítima e o agressor. O suspeito também disse que a polícia nunca encontraria a arma usada no crime.

O jovem de 17 anos foi colocado na van e algemado por ameaçar a integridade física da polícia. Mesmo de acordo com o primeiro ministro, o menor começou a chutar a van, onde danificou a porta.

Suspeita de zoofilia

Durante a investigação, vários preservativos usados ​​foram encontrados dentro de casa. Parentes disseram à polícia que o adolescente pratica zoofilia com um cão da família e sempre tratava sua avó agressivamente.

O menor foi detido e levado ao hospital municipal para um relatório de danos pessoais.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *