América-MG vence a Ponte Preta e avança para as oitavas de final da Copa do Brasil

América-MG, em grande carreira, avançou para as oitavas de final da Copa do Brasil ao vencer a Ponte Preta por 3 a 0, gols de Rodolfo, Alê e Felipe Azevedo, com desconto de Apodi para a Macaca, nesta terça . Dia 22 de setembro, no Independência, pela segunda mão da quarta fase da competição nacional. Ao longo do caminho, as duas equipes empataram por 2 a 2.

Coelho dominou a partida do início ao fim e se garantiu nas oitavas de final da Copa do Brasil- (Mourão Panda / América-MG)

Foto: Lance!

A noite americana foi de amplo domínio sobre a Ponte, que sucumbiu ao melhor futebol da equipe Lisca no Horto, garantindo a vaga e um prêmio de R $ 2,6 milhões, correspondente a duas folhas de pagamento americanas.

O próximo adversário da seleção mineira, que reúne times da Libertadores, campeã da Série B 2019, da Copa Verde e da Copa do Nordeste, será conhecido por sorteio na CBF.

Próximas partidas

Coelho volta a campo na sexta-feira, dia 25, às 19h15, contra a Chapecoense, em Chapecó, pela Série B. A Ponte joga no domingo, dia 27, às 20h30, contra o Confiança, em Campinas.

FICHA TÉCNICA

PUENTE AMÉRICA-MG 3 x 1 PRETO

Data-hora: 22 de setembro às 21h30

Estádio-Local: Independência, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)

Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)

Cartões amarelos: Alê (AME), Guilherme Lazaroni (PON), Oyama (PON), Léo Passos (AME), Neto Moura (PON)

Cartões vermelhos: –

Gols: Felipe Azevedo, no 31′-1ºT (1-0), Alê, no 36′-1ºT (2-0) Rodolfo, no 17′-2ºT (3-0), Apodi, no 47′-2ºT (3 -1)

América-MG: Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Messias, Eduardo Bauermann e Sávio (Lucas Luan, em 40′-2ºT); Zé Ricardo, Juninho, Alê (Marcelo Toscano, em 40′-2ºT) e Felipe Azevedo (Neto Berola, em 31′-2ºT); Léo Passos (Ademir, em 41′-2ºT) e Rodolfo (Guilherme, em 40′-2ºT) Técnico: Lisca.

Ponte Preta: Ivan, Apodi, Wellington Carvalho, Alisson (grau Neto Moura) e Guilherme Lazaroni (grau Ernandes); Bruno Reis, Oyama (Danrley, 19′-2ºT) e João Paulo; Moisés (Guilherme Pato, 33′-2ºT), Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto (Zé Roberto, 33′-2ºT). Treinador: Brigatti

Veja também:

Os melhores marcadores estrangeiros da história do basco

Lança!

  • separador

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *