Análise: Fortaleza faz quase tudo bem contra o Vasco, mas não marca e estende a vitória rapidamente | força

O Fortaleza foi superior ao Vasco, no estádio São Januário, na noite desta quinta-feira (19), mas não teve bola. Leão dominou o rival, marcou, erros forçados, criou e apostou nos contra-ataques. Ele estava prestes a marcar com Romarinho e Bergson, mas faltou eficácia no chute. Pelo desempenho em campo, a seleção cearense mereceu os três pontos, mas soma apenas um e mais um jogo sem vitória.

+ Fique por dentro das novidades de Fortaleza

A novidade na área era um velho conhecido. Wellington Paulista voltou ao título na equipe do Leão, a equipe teve sete faltas: Osvaldo, Yuri César e Paulão, fora porque testaram positivo para Covid-19. Roger Carvalho, Quintero e Gabriel Dias estão no DM. Felipe está suspenso.

Com o que tinha em mãos, Chamusca optou por improvisar Bruno Melo como zagueiro ao lado de Jackson, e Carlinhos na lateral esquerda. Marlon torceu pelo meio-campo, com Ronald e Juninho.

O Fortaleza passou a ditar o ritmo do jogo e a ser superior. A equipa mostrou boa organização técnica, integração e incomodou muito a defesa basca. O aumento foi notável à medida que o primeiro semestre se aproximava do fim.

Vasco x Fortaleza – Foto: André Durão

Aos oito minutos, Leão alcançou o segundo tempo de cruzamento, mas a bola passou por toda a área e ele manteve a calma com Léo Matos. A estratégia foi investir na velocidade das laterais para chegar ao ataque com bolas altas na área. Romarinho apostou na velocidade da lateral, encontrou espaço aos 10 minutos o incomodando, mas foi parado.

Além do ataque pelas laterais, o Leão também mostrou forte marcação, o que obrigou o adversário a se retirar e precisaria trocar vários passes na defesa em busca de espaços. Forçando o erro de passe do Vasco, o Fortaleza recuperou a posse de bola e procurou produzir.

Aos 22 da primeira fase, a equipa aproveitou mais um fundamento que utilizou para fazer uma jogada promissora. Em contra-ataque rápido, David mandou de calcanhar para Romarinho, Wellington Paulista recebeu da esquerda e tentou cruzamento, mas Marcelo Alves descartou perigo para o Vasco.

Boas oportunidades foram criadas com Jackson, Bruno Melo e Romarinho, principal finalizador de Leão na partida. O Fortaleza sofreu muito pouco, dominou a posse de bola com 62%, mas faltou eficácia para garantir o resultado na primeira fase.

Estatísticas da primeira etapa:

  • Posse: 38% – 62%
  • Shots: 3 – 7
  • Faltas cometidas: 5 – 8
  • Cantos: 1-7
  • Desarmar: 9-11
  • Passes incorretos: 33 – 47

Zero a zero não importa

Fortaleza continuou melhor na segunda etapa, mas faltou capricho em tentar equilibrar as redes.

A melhor finalização do Vasco foi aos 19, na segunda etapa. Gustavo Torres recebeu boa bola dentro da área, cruzamento para Cano, mas Tinga apareceu bem para encurralar. Bergson assumiu a vaga em Wellington Paulista e aos 25 quase deixou Leão na liderança, exceto Fernando Miguel.

Marcelo Chamusca também optou pela entrada de Igor Torres. O atacante de 20 anos foi promovido a profissional em outubro. Wanderson também foi uma novidade e, com a chegada do zagueiro, Bruno Melo voltou à posição original, na lateral. A mudança entrou em vigor logo na sequência, aos 19, o Fortaleza fez uma boa trama ofensiva pela esquerda com Bruno Melo, e a lateral fez o meio, mas ninguém conseguiu finalizar.

Vasco x Fortaleza – Foto: André Durão / ge

Bergson também garantiu mais duas chances perigosas para o Leão no final da segunda mão. Na primeira jogada, Fernando Miguel evitou. Na segunda, o atacante não alcançou a bola.

É fundamental buscar a vantagem quando você está melhor no jogo. León fez um ótimo primeiro tempo e lá poderia ter garantido o resultado, mas levou de zero a zero até o apito final e não vence há seis jogos (cinco pelo Brasileiro da Série A e um pela Copa do Brasil).

O resultado deixa a equipe na 12ª colocação, com 25 pontos. O próximo compromisso é contra o Botafogo, no domingo (22), às 18h15, fora de casa.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *