Angelus. O Papa: Jesus é o tesouro escondido que dá sentido às nossas vidas.

“Jesus, que é o tesouro escondido e a pérola de grande valor, só pode despertar alegria, toda a alegria do mundo: a alegria de descobrir um sentido para a vida, a alegria de sentir que ele está comprometido com a aventura da santidade “O Papa Francisco disse no Angelus, comentando duas parábolas sobre o Reino dos Céus contidas no Evangelho deste 17º domingo no tempo comum.

Raimundo de Lima – Notícias do Vaticano

Ouça a reportagem na voz do Papa Francisco

“O Reino dos Céus é o oposto das coisas supérfluas que o mundo oferece, é o oposto de uma vida banal: é um tesouro que renova a vida todos os dias e a expande para horizontes mais amplos”. Foi o que o Papa Francisco disse no Angelus ao meio-dia deste domingo, dia 17 do Tempo Comum, falando da janela do palácio apostólico que dá para a Praça de São Pedro os fiéis e peregrinos que rezavam a oração mariana com o Santo Padre. .

A reflexão do pontífice focalizou o evangelho do dia (Mt 13: 44-52), que corresponde aos últimos versículos do capítulo que Mateus dedica às parábolas do Reino dos Céus. A seção compreende três parábolas que são abaladas brevemente e muito curtas: a do tesouro escondido no campo, a da pérola preciosa e a da rede lançada ao mar.

No discurso que precedeu a oração mariana, Francisco concentrou-se nos dois primeiros, nos quais o Reino dos Céus é assimilado a duas realidades “preciosas” diferentes, ou seja, o tesouro no campo e a pérola de grande valor.

A construção do reino exige a disponibilidade ativa do homem

“A reação daqueles que encontram a pérola ou o tesouro é praticamente a mesma”, observou ele: “o homem e o comerciante vendem tudo para adquirir o que têm mais em seus corações”.

“Com essas duas semelhanças, Jesus propõe nos envolver na construção do Reino dos Céus, apresentando uma característica essencial: aqueles que estão dispostos a arriscar tudo, aderem plenamente ao Reino”, enfatizou:

“De fato, tanto o homem como o comerciante das duas parábolas vendem tudo o que possuem, abandonando assim sua segurança material. Entende-se que a construção do Reino requer não apenas a graça de Deus, mas também a disponibilidade ativa do homem ”.

Abandone o fardo pesado de nossos guardas de segurança mundanos.

Os gestos daquele homem e do comerciante que procuram privar-se de seus bens para comprar realidades mais preciosas são gestos determinados e radicais. “E acima de tudo”, observou ele, “feito com alegria, porque ambos encontraram o tesouro”.

“Somos chamados a assumir a atitude desses dois personagens evangélicos, tornando-se também buscadores saudáveis ​​e inquietos do Reino dos Céus. Trata-se de abandonar o pesado fardo de nossa segurança mundana que nos impede de buscar e construir o Reino: ganância por possessão, sede de lucro e poder, pensando apenas em nós mesmos “.

Em nossos dias, o Papa continuou: “a vida de alguns pode ser medíocre e sem brilho, porque provavelmente não estava em busca de um tesouro real: eles estavam satisfeitos com coisas atraentes, mas efêmeras, brilhantes, mas ilusórias, porque então saem no escuro . “

Amar a Deus, aos outros e verdadeiramente a nós mesmos

Enfatizando que o Reino dos Céus “é um tesouro que renova a vida todos os dias e a expande para horizontes mais amplos”, acrescentou o pontífice que “quem encontrou esse tesouro tem um coração criativo e perspicaz, que não se repete. , mas ele inventa, acompanha e segue novos caminhos, que nos levam a amar a Deus, amar os outros, amar verdadeiramente a nós mesmos.

“Jesus, que é o tesouro oculto e a pérola de grande valor, só pode trazer alegria, toda a alegria do mundo: a alegria de descobrir um sentido para a vida, a alegria de sentir que você está comprometido com a aventura da santidade. “

“Que a Santíssima Virgem nos ajude a procurar o tesouro do Reino dos Céus todos os dias, para que em nossas palavras e gestos o amor que Deus nos deu por Jesus se manifeste”, disse o Santo Padre, Da mesma forma. Nossa Senhora antes de recitar a oração do Angelus.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *