ANVISA 2021 REQUERIDO Concurso com 89 vagas! Até R $ 15.516,12

A expectativa para o lançamento de um novo concorrência audiência de Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso ANVISA 2021) Segundo informações da Assessoria de Imprensa, o município solicitou a abertura de novo edital para 89 lugares em corridas de níveis médio e superior.

O município teve até 31 de maio para apresentar o pedido. O novo pedido de concurso foi encaminhado para um total de 89 vagas, sendo 42 de nível intermédio e 47 de nível superior. Veja as posições:

  • Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária (36 vagas);
  • Técnico em Regulação e Vigilância Sanitária (3 vagas);
  • Analista Administrativo (11 vagas); e
  • Técnico Administrativo (39 vagas).

Os cargos de analista e especialista requerem educação superior. Os cargos possuem salários de R $ 15.516,12 e R $ 14.265,57, respectivamente. Quanto aos cargos técnicos, é obrigatório o nível intermediário. A remuneração é de R $ 7.474,67 para o técnico administrativo e R $ 7.846,37 para o técnico de regulação.

Recorde-se que o pedido de abertura do concurso não é garantia de que o anúncio será de facto publicado. O Ministério da Economia analisará o pedido de concessão ou não da autorização. Se o evento for lançado, o anúncio pode ser executado em 2021.

No último edital, apresentado em 2017, a ANVISA solicitou 697 vagas, sendo 457 para especialistas, 68 para analistas e 172 para técnicos. Além de incluir o preenchimento de vagas, o município também solicitou a criação de novas. No entanto, o pedido não foi aprovado.

Cargas vagas

De acordo com o Portal de Acesso a Informações do Governo Federal, o déficit da Anvisa atualmente chega a 93 vagas, número muito próximo do pedido feito.

São 36 vagas para especialista, 11 para analista, 03 para técnico de regulação e 43 para técnico administrativo.

No caso de técnico administrativo, ainda podem ser preenchidas 04 vagas aprovadas do último concurso, que é válido até março de 2021.

Sinais sindicais precisam de concurso

Necessidade de abertura de novo edital para concorrência audiência de Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso Anvisa) é grande. O Sindicato Nacional dos Servidores dos Órgãos Reguladores Nacionais (Sinagências) alertou, em fevereiro de 2020, sobre a necessidade de reforços na fiscalização sanitária da Agência, especialmente na área de portos, aeroportos, fronteiras e Ministério Público do país.

Para exemplificar o que está acontecendo atualmente com a agência, o sindicato utilizou o aeroporto de Guarulhos, onde funciona apenas um servidor de guarda. A situação é considerada péssima, pois Guarulhos possui o maior e mais movimentado complexo aeroportuário da América do Sul, com mais de 43 milhões de passageiros no aeroporto em 2019.

Você pode gostar:

Segundo o Sinagências, em nota publicada em seu site oficial, o elevado número de passageiros que circulam pelo local todos os dias evidencia a necessidade de reforços na fiscalização. Além disso, é preciso criar estratégias de combate às doenças endêmicas e epidêmicas de contágio, como o atual coronavírus.

De acordo com informações do sindicato, fica evidente a importância de ampliar o quadro de funcionários que atuam nessas áreas em todo o país. A instituição considera necessária a realização urgente de concurso público.

“Tendo em vista que o combate às endemias e epidemias de doenças contagiosas como o coronavírus é relevante, faz-se necessário a realização de editais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em nível regional para municípios onde se localizam portos, aeroportos e fronteiras ”, disse Alexnaldo Queirox de Jesús, presidente da Sinagências, em carta enviada à Presidência da República.

Segundo o presidente da Sinagências, a realocação dos servidores não seria suficiente. Isso porque a realocação de profissionais de outros estados para São Paulo acabaria gerando um déficit em outras localidades do país.

Último concurso da Anvisa foi em 2016

Publicado em 31 de agosto de 2016, o edital da ANVISA contava com 78 vagas no cargo de Técnico administrativo, cujo requisito é nível médio completar. Do número de vagas oferecidas, 16 foram reservadas para negros e 04 para portadores de necessidades especiais. A inscrição custa R $ 70.

Criado pela Lei nº 9.782, de 26 de janeiro de 1999, o Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) É uma autarquia em regime especial, cuja área de atuação não é um setor específico da economia, mas todos os setores relacionados a produtos e serviços que podem afetar a saúde da população brasileira.

Aqueles matriculados no Concurso ANVISA Eles foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, aplicadas no último domingo, 4 de dezembro. A avaliação incluiu 120 questões, 50 das quais eram conhecimentos básicos e 70 eram conhecimentos específicos. Os candidatos farão provas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Ética na Função Pública, Noções de Administração, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Legislação Específica. O concurso é válido por dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

O Técnico Administrativo da Anvisa é responsável pela execução das atividades administrativas e logísticas de nível intermediário, relacionadas ao exercício das competências constitucionais e legais a cargo da ANVISA, fazendo uso de todos os equipamentos e recursos disponíveis para a realização dessas atividades; implementar e executar planos, programas e projetos relacionados às atividades regulatórias; subsidiar e fornecer suporte técnico para atividades de normalização e regulação; subsidiar a formulação de planos, programas e projetos relacionados às atividades inerentes à ANVISA.

A Anvisa também abriu concurso em 2013

Em 2013 foi aberto um novo concurso para cargos de nível médio e superior. Ao todo, foram abertas 314 vagas. O prazo de validade do concurso já terminou, sem possibilidade de prorrogação.

O exame de competência tinha 80 questões para cargos de nível médio e 130 para cargos de nível superior.

As avaliações incluíram os seguintes tópicos:

Nível médio: português; Raciocínio lógico; Direito Constitucional, Administrativo e Ético; Regulação e Administração Pública; Vigilância Sanitária e Saúde Pública; e conhecimentos específicos.

Nível superior: português; Inglês; Direito Constitucional e Administrativo; Políticas Públicas e Gestão Pública; Regulamento; Vigilância de Saúde; e conhecimentos específicos.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *