AO VIVO – Delfraissy: “Vamos apertar os parafusos para evitar tensões muito maiores”

A vacina Pfizer / BioNTech para crianças estará disponível na UE em 13 de dezembro

A produção da versão infantil da vacina Pfizer / BioNTech anti-Covid será acelerada e as doses estarão disponíveis na UE em 13 de dezembro, anunciou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, na quarta-feira.

Ela falou em uma conferência de imprensa em Bruxelas dedicada à evolução da pandemia e ao surgimento da variante Omicron. A comunidade científica demorará “100 dias” para adaptar a resposta da vacina a esta nova variante, indicou também.

“Vamos apertar os parafusos”: Delfraissy pede uma remobilização dos gestos de barreira

Ouvido pela Comissão de Direito da Assembleia Nacional, o presidente do Conselho Científico apelou à remobilização para travar a quinta vaga da epidemia de Covid-19.

“A quinta onda está ligada à variante Delta, a onda real está começando agora. Vamos apertar os parafusos nos gestos da barreira para evitar restrições muito maiores”, alertou.

Israel: ministro da saúde diz que vacinas “protegem” da variante Omicron

O Ministro da Saúde de Israel, Nitzan Horowitz, anunciou na terça-feira durante uma coletiva de imprensa no Hospital Soroka em Beer Sheva (Israel) que as pessoas vacinadas estavam “protegidas da variante Omicron”, várias reportagens de mídia. No entanto, não apresentou os dados completos relacionados a essas informações.

“Nos próximos dias, teremos informações mais precisas sobre a eficácia da vacina Omicron, mas já podemos estar otimistas”, afirmou segundo The Jerusalem Post.

“Há indicações iniciais de que aqueles vacinados com uma vacina ainda válida ou com um reforço também estarão protegidos desta variante”.

Mulheres grávidas expostas a uma complicação da gravidez em caso de infecção por Covid

Antes da abertura da dose de reforço para todos os adultos, sociedades científicas ginecológicas já haviam manifestado a favor da terceira dose para mulheres grávidas, 17 de novembro. Uma recomendação que agora é necessária, se quisermos acreditar nos resultados de um estudo publicado na revista Plos Medicine esta terça-feira, na íntegra quinta onda.

Realizada entre janeiro e junho de 2020, a pesquisa é baseada em 245.000 nascimentos franceses. E se trata de explorar os riscos de complicações a que uma mulher grávida que desenvolve uma infecção por Covid-19 está exposta. Pedindo por um Cobertura vacinal ideal para esses pacientes..

Detalhes em nosso artigo:

Tóquio suspende novas reservas aéreas para o Japão por um mês

O Japão pediu às companhias aéreas que suspendessem todas as novas reservas em seu território por um período de um mês, em meio a temores sobre a variante do Omicron, disse o Ministério dos Transportes do Japão na quarta-feira.

“Pedimos às companhias aéreas que não aceitassem novas reservas por um mês a partir de 1º de dezembro”, disse um funcionário do ministério, acrescentando que as reservas existentes não foram afetadas.

Essas novas restrições surgem quando um segundo caso da variante Omicron do Covid-19 foi confirmado no arquipélago na quarta-feira. O governo japonês disse que ele era um viajante que chegou do Peru na semana passada.

Nigéria: primeiros casos da variante Omicron detectados no país mais populoso da África

A Nigéria, o país mais populoso da África, detectou os três primeiros casos da variante Omicron do coronavírus que está se espalhando pelo mundo em seu território, disseram autoridades sanitárias em um comunicado na quarta-feira.

As análises “identificaram e confirmaram os primeiros casos de B.1.1.529 SARS-CoV-2 na Nigéria, agora conhecido como variante Omicron”, disse Ifedayo Adetifa, diretor do Centro Nigeriano para Controle de Doenças (NCDC).

Argentina: cruzeiro rejeitado no porto, passageiros isolados após caso Covid

Um transatlântico com cerca de 300 passageiros teve seu acesso negado ao porto de Puerto Madryn, no sul da Argentina, e seus passageiros receberam ordem de isolamento na terça-feira, após a detecção de um caso Covid a bordo, em um contexto de medo ligado ao novo Omicron variante.

O Ministério da Saúde da Argentina disse em um comunicado que “ordenou o isolamento de todos os passageiros a bordo do navio de Hamburgo”, após o anúncio na terça-feira de um caso positivo.

O transatlântico, sob a bandeira das Bahamas, está atualmente em mar aberto na baía de Samborombón, cerca de 280 km a sudeste de Buenos Aires, após uma escala na capital argentina na sexta-feira. Após um alerta a bordo sobre um possível caso positivo, foram realizados testes de PCR em 24 horas nos 170 passageiros e 156 tripulantes, “todos negativos inclusive do interessado” que, porém, permaneceram isolados no navio, segundo Ministra Carla Vizzoti.

Mas um membro da tripulação, a equipe médica, que deu resultado negativo no sábado, deu positivo para o antígeno na segunda-feira. A pessoa é “assintomática”, segundo o capitão do navio citado no comunicado ministerial.

Brasil anuncia dois cases da variante Omicron, o primeiro na América Latina

O governo de São Paulo, no sul do Brasil, anunciou nesta terça-feira dois casos da nova variante do Omicron, a primeira naquele país e na América Latina, em viajantes sul-africanos.

“A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira os dois primeiros casos importados da nova variante Omicron do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil. A confirmação foi feita após sequenciamento genético”, disse o governo. Paulo em comunicado.

Os dois infectados são um homem de 41 anos e uma mulher de 37 anos, que chegaram ao Brasil no dia 23 de novembro e partiram para a África do Sul no dia 25 de novembro, segundo o comunicado.

A OMS aconselha pessoas vulneráveis ​​não vacinadas a não viajarem para áreas de risco

Pessoas em risco que não foram totalmente vacinadas contra a Covid-19, incluindo aquelas com mais de 60 anos, devem evitar viajar para áreas onde há transmissão local do coronavírus, a Organização Mundial da Saúde recomendou na terça-feira após o aparecimento da nova variante do Omicron.

“Deve ser recomendado para pessoas que não foram totalmente vacinadas ou que não têm evidência de infecção anterior com SARS-CoV-2 e que apresentam risco aumentado de desenvolver doenças graves e morrer, especialmente pessoas com 60 anos ou mais. Mais e aqueles com comorbidades que aumentam o risco de Covid-19 grave (por exemplo, doenças cardíacas, câncer e diabetes), para adiar sua viagem para áreas de transmissão local “do coronavírus”, escreveu a OMS em um documento técnico atualizado de dicas de viagem.

Olá a todos e sejam bem vindos a este live

Encontre as informações mais recentes sobre a pandemia Covid-19 e a variante Omicron aqui.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *