Após o granizo, Curitiba deve ter nova condição de chuva nesta quarta-feira (4) com possibilidade de trovoadas, diz Simepar | Paraná

Depois das fortes chuvas que cobriram de granizo ruas e terrenos de Curitiba e cidades da Região Metropolitana, na tarde desta terça-feira (3), capital, região e municípios da região central devem ter uma nova condição de instabilidade, segundo o Sistema Meteorológico Simepar.

As chuvas, segundo os meteorologistas, podem ser acompanhadas por trovoadas nessas regiões e devem ocorrer entre a tarde e a noite. Veja os números de emergência no final da história.

Na capital, o dia começou com 11ºC e a máxima não deve ultrapassar os 22ºC, segundo o Simepar.

  • Veja FOTOS e VÍDEOS de chuva de granizo

Bairro Alto, em Curitiba, após o granizo desta terça-feira (3) – Foto: Bianca Daciuk / Arquivo pessoal

Bairros mais afetados pelo granizo

Rua e grama cobertas por granizo na Bacacheri, em Curitiba, na tarde desta terça-feira (3) – Foto: Monique Nascimento / Arquivo pessoal

De acordo com a Defesa Civil, os golpes que atingiram a capital nesta terça-feira concentraram-se nos bairros Bairro Novo, Boqueirão, Cajuru, Boa Vista, Tatuquara e Matriz.

A tempestade danificou os telhados de 65 casas, que exigiram a entrega de lonas emergenciais.

Foram registradas duas quedas de árvores nas regiões de Boqueirão e Tatuquara e não houve relatos de vítimas ou pessoas que tiveram que deixar suas casas devido aos danos, segundo a Defesa Civil.

A Coordenação Municipal de Proteção e Defesa Civil também alertou para a possibilidade de novas chuvas nas próximas horas.

Na quinta-feira, segundo informações do Simepar, as condições climáticas mudaram pouco no Paraná. “Entre os Campos Gerais, sul e leste, o dia começa com muitas nuvens e às vezes o sol aparece. Em outras regiões, o sol predomina desde as primeiras horas do dia. À tarde, são esperadas chuvas isoladas e curtas entre Campos Gerais, sul e leste do estado ”, detalhou o meteorologista Fernando Mendonça Mendes.

Números de emergência

Em caso de emergência, os residentes devem ligar para:

  • 199 – Defesa Civil – inundações;
  • 153– Guarda Municipal – fornecimento de lonas;
  • 156 – Centro de Atenção ao Cidadão da Câmara Municipal – queda de árvores;
  • 193 – Corpo de Bombeiros – resgate.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *