Aqui está Mirandinha… o primeiro brasileiro a jogar na Inglaterra

TRINTA E CINCO anos depois que Mirandinha se tornou o primeiro brasileiro a aparecer no futebol inglês, a janela de transferências fechou em um verão de trocas alimentado por uma batida de samba. Existem 29 jogadores do Brasil registrados para jogar na Premier League nesta temporada, em 14 clubes, com cerca de £ 400 milhões investidos em seus talentos desde o final da temporada passada.

Quatro das 10 transferências mais caras do mundo da janela envolveram brasileiros, Antony e Casemiro para o Manchester United, Richarlison do Everton para o Tottenham e Raphinha do Leeds para o Barcelona. Com Casemiro e Antony, Lucas Paquetá no West Ham e Renan Lodi no Nottingham Forest, isso significa que uma dúzia dos jogadores mais importantes do técnico brasileiro Tite estará na Inglaterra com a aproximação da Copa do Mundo.

“Fico muito feliz em saber que abri a porta para os brasileiros jogarem lá”, diz Mirandinha correio esportivo. “Uma das melhores coisas do futebol é que ele pode mudar sua vida e seu ambiente. Mas o jogador brasileiro que vai para a Premier League tem que ser decisivo para o seu clube. Não importa em que posição ele jogue, ele tem que ser o cara.’

Novo homem: Casemiro, do Manchester United, tem 65 internacionalizações pelo Brasil

O afluxo de brasileiros significa que a Premier League é mais popular do que nunca em um país que vive e respira futebol, reforçando sua posição como a liga mais rica e competitiva do mundo. A ESPN transmite jogos ao vivo há muitos anos e as taxas de direitos de transmissão aumentaram de acordo. As audiências médias ao vivo na ESPN aumentaram cerca de 15% desde que começaram a transmitir exclusivamente em 2016/17. Mas Mirandinha expressa temores comuns no Brasil de que a fuga de cérebros não seja necessariamente boa para a seleção.

“Isso me deixa um pouco triste”, diz ele. É uma falta de respeito com os jogadores que jogam no Brasil, por exemplo. A seleção nacional agora tem metade de seus jogadores na Premier League, mas alguns não são melhores do que os que temos no Brasil. Provavelmente é isso que deixa a seleção um pouco distante dos torcedores. É muito diferente do passado e eu, como ex-jogador e agora treinador, acho isso ruim. Mas é assim que as coisas estão no futebol agora. Temos que entender e nos adaptar.’

Mirandinha se juntou ao Newcastle do Palmeiras de São Paulo por £ 575.000 em 1987. Ele estreou em um empate 1-1 no Norwich vestindo o número 9 nas costas, marcado por Steve Bruce. Sob enorme pressão para ter sucesso, ele admite que levou 10 meses para lidar com o choque cultural da vida em Tyneside e se familiarizar com o idioma. Aos 63 anos, ele ainda pode falar e escrever inglês fluentemente e isso o serviu bem em mais de 20 cargos administrativos em diferentes clubes, mas levou tempo.

Estrela do samba: Mirandinha fez 60 jogos pelo Newcastle e marcou 22 gols

“Era um jogo diferente quando eu estava na Inglaterra”, diz Mirandinha. Isso mudou devido à introdução de jogadores de todo o mundo e é claro que tudo seria diferente se eu fizesse essa mudança hoje. Eu tive que fazer isso sozinho. Eu queria comer arroz e feijão, mas não tínhamos. Quando aprendi inglês melhor, pedi comida brasileira ao pessoal da cozinha do hotel. Uma vez, eles começaram a cozinhar, os outros jogadores começaram a gostar e comer comigo.

Como é diferente hoje quando no Arsenal, por exemplo, há quatro brasileiros – Gabriel, Jesus, Martinelli e Marquinhos – que teriam recebido Douglas Luiz, do Aston Villa, se os clubes tivessem acordado uma taxa no dia do prazo. Quando os Gunners venceram o Villa por 2 a 1 na quarta-feira, os três artilheiros eram brasileiros. Edu, técnico dos Gunners, é brasileiro e ex-jogador do Arsenal.

O mundo é um lugar menor desde os tempos de Mirandinha. E o sabor brasileiro da Premier League é prova disso.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.