As notícias mais importantes sobre o coronavírus de 22 de agosto | Coronavírus

Com isso, a média móvel de novos óbitos no Brasil nos últimos 7 dias foi de 983 óbitos, uma variação de -1% em relação aos dados registrados em 14 dias. A média móvel de casos foi de 36.799 por dia, uma variação de -15% em relação aos casos registrados em 14 dias.

Covid-19 já matou 72% dos municípios do país, mostra o mapa do Coronavirus, um levantamento exclusivo da G1. Veja a situação da doença em sua cidade.

Globalmente, três países já ultrapassaram a marca de um milhão de diagnósticos: Estados Unidos (5,6 milhões), Brasil (3,5 milhões) e Índia (2,9 milhões). No total de mortes, os países com os piores números são: Estados Unidos (174 mil), Brasil (112 mil) e México (59 mil).

Compreenda algumas das expressões mais usadas na pandemia covid-19.

A seguir, o G1 coleta as principais notícias do dia sobre o coronavírus:

Como é a corrida para encontrar uma vacina para a Covid?

A ilustração mostra um cientista segurando frascos de vacinas contra o coronavírus – Foto: Arte G1

Cientistas de todo o mundo estão em uma verdadeira corrida contra o tempo para encontrar uma vacina candidata eficaz na luta contra a nova pandemia de coronavírus. De acordo com o balanço mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), perto de 169 investigações estão em desenvolvimento e pelo menos 30 delas já foram registradas na fase clínica, que é o estágio de teste humano.

Antes de ser entregue à população, uma vacina deve passar por três fases de ensaios clínicos para demonstrar sua segurança e eficácia. Em cada estágio, mais voluntários são recrutados e os pesquisadores analisam os resultados do teste para garantir que uma vacina possa ser licenciada.

Mais de 800.000 mortes por Covid-19 em todo o mundo

Pesquisa da Universidade Johns Hopkins mostra mais de 800 mil mortes por coronavírus neste sábado (22) – Foto: Universidade Johns Hopkins / Reprodução

O numero de Mortes por coronavírus no mundo chegaram a mais de 800 mil neste sábado, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Também há quase 23 milhões de casos confirmados de Covid-19 em mais de 180 países.

Na Europa, continente que já foi considerado o epicentro da pandemia, cresce a preocupação com uma segunda onda. Na França, onde mais de 4.500 novos casos de Covid-19 foram relatados nas últimas 24 horas, o uso obrigatório de máscaras está se expandindo para o interior.

Em Madrid, a recomendação é que a população das áreas mais afetadas pelo coronavírus se isole. A medida vem ao mesmo tempo que o número total de casos diagnosticados na Espanha aumentou em mais de 8 mil nas últimas 24 horas.

A pandemia terminará em dois anos?

A OMS espera que a pandemia Covid-19 termine em menos de dois anos

A OMS espera que a pandemia Covid-19 termine em menos de dois anos

O Diretor-Geral da OMS disse que esperava A pandemia de coronavírus chega ao fim em menos de dois anos.

Falando em Genebra, Tedros Adhanom Ghebreyesus disse que a gripe de 1918, que ficou conhecida como gripe espanhola e matou 50 milhões de pessoas em todo o mundo, foi superada em dois anos. No entanto, ele acrescentou que os avanços tecnológicos atuais podem permitir que o mundo acabe com o vírus em “menos tempo”.

“É claro que, com mais conectividade, o vírus tem mais probabilidade de se espalhar. Mas, ao mesmo tempo, também temos a tecnologia para detê-lo e o conhecimento para fazê-lo” – Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor Geral da OMS

Lista de reprodução: Vídeos mais vistos do G1

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *