As versões finais do iOS e iPadOS 14 começam a ser lançadas para dispositivos Apple

Atualização (17/09/2020) – BB

Durante ontem, 16 de setembro, a Apple começou a lançar gradualmente a atualização para a nova versão de seus sistemas operacionais para seus telefones e tablets, iOS e iPadOS 14, respectivamente.

Como é lançado em etapas, levará alguns dias para que a atualização alcance toda a base de usuários, mas em pouco tempo, todos os dispositivos listados devem ser atualizados. Para verificar se o seu dispositivo será atualizado, consulte a lista de dispositivos compatíveis com a nova versão abaixo:

Como atualizar

O método de atualização mais prático é aquele realizado diretamente pelo dispositivo, sem a necessidade de conexão a um computador. Para fazer isso, vá até as configurações do dispositivo, vá em “Geral” e depois em “Atualização de software”. Após alguns segundos, a tela com a nova atualização deve aparecer. Clique em “Download” e depois “Instalar”.

É importante que, durante todo o procedimento, o celular ou tablet esteja conectado a uma rede estável de Internet. Como esta é uma atualização importante, também deve levar algum tempo, portanto, certifique-se de que o dispositivo também tenha uma quantidade considerável de bateria.

Este procedimento não exclui nenhum arquivo do dispositivo nem exclui nenhuma configuração salva no dispositivo. Em qualquer caso, é recomendável fazer um backup antes de atualizar, por precaução.

As características da nova versão do software podem ser conferidas na publicação original deste artigo.

E finalmente tornou-se oficial: o novo iOS 14 apareceu no evento da Apple, mostrando os planos da Apple para seus dispositivos para os próximos meses. Mesmo com a ausência da linha iPhone 12, o evento cabe como uma luva para quem queria saber as novidades do ecossistema. Detalhamos a seguinte atualização de software.

Widgets e personalização


Talvez um dos recursos mais marcantes do iOS 14 seja seu novo desktop, finalmente capaz de lidar com atalhos de aplicativos e widgets juntos. Isso permitirá um novo grau de personalização da área de trabalho em telefones Apple. Também será possível remover alguns aplicativos da tela principal, que ainda estarão acessíveis através de uma gaveta estilo Android.

A gigante de Cupertino já havia antecipado essa importante mudança com o lançamento do iPadOS 13, que implementou widgets em iPads. O sucesso dessa solução fez com que ela também lançasse novidades para iPhones.

Outra novidade bem-vinda em termos de multitarefa é (finalmente) a implementação do modo picture-in-picture para Facetime em algumas plataformas de vídeo, como o YouTube. Mas lembre-se de que o Google só lança essa ferramenta para assinantes do YouTube Premium.

Acessibilidade


A acessibilidade também sempre foi uma questão muito importante para a empresa. Um dos destaques do iOS 14 nesse quesito é o aprimoramento do VoiceOver, agora mais independente para ler a tela. Por exemplo, o recurso pode identificar texto dentro de imagens, mesmo que o artigo não tenha inserido um texto alternativo para a descrição do texto. Mesmo que o conteúdo da imagem não contenha texto, o VoiceOver pode interpretá-lo com algumas palavras-chave que ajudarão o usuário com deficiência visual a entender o contexto.

Outra novidade interessante em termos de acessibilidade, mas também útil para quem quer simplesmente um novo atalho, é o toque duplo ou triplo configurável na parte de trás do iPhone, que serve de gatilho para uma ação configurável. Isso varia desde o agendamento de uma captura de tela até a execução de um aplicativo, como a câmera.

Mesmo na democratização da comunicação, podemos destacar o tradutor embutido da empresa que tenta se opor ao Google Translate. O idioma não será uma barreira com o novo recurso de tradução de voz em tempo real, que também funcionará para personalizar a fala para falantes nativos de nosso idioma.

Serviços burocráticos


Uma inovação muito interessante que acompanha o iOS 14 visa reduzir a burocracia no mercado de serviços. Imagine que você está em um restaurante ou quer alugar aquela bicicleta, mas isso tudo tem que ser feito pelo app? Nem todo mundo tem um bom pacote de dados para baixar aplicativos de 50 ou 100 MB no meio da rua, e o AppClips vem para resolver isso.

Em um esforço conjunto com várias marcas do mercado de serviços digitais, será disponibilizada uma etiqueta QR Code para leitura pela câmera e, assim que feito, será lançada uma versão “lite” do aplicativo, exibindo apenas o básico necessário para você confirmar a compra por meio desse serviço.

Melhorias para AirPods


Também com a chegada do iOS 14 os AirPods ficam mais potentes: os modelos de primeira e segunda geração, além do Pro, Powerbeats (comum, Pro e Solo) ganham multi-conexão inteligente. Por exemplo, o iPhone será capaz de entender, se você executar o Netflix em um iPad próximo, que o áudio do fone de ouvido deve ser baseado no tablet. Basicamente, o ecossistema é ainda mais amarrado e intuitivo para o usuário comum usar, economizando bons passos, geralmente configuração burocrática e realocação da fonte sonora.

privacidade e segurança


A privacidade sempre foi outra prioridade para a Apple. Vimos nos últimos meses a função de login com conta Apple, que permite anonimizar seu e-mail principal e se desconectar de serviços abusivos que enviam muitas mensagens de forma prática.

Com o iOS 14, um novo recurso de GPS também é implementado, permitindo que o usuário passe sua localização de maneira imprecisa. E se te questionas sobre a utilidade desta função, é bastante simples: permite que aplicações em que não confias de forma alguma permitem a sua plena utilização, ao mesmo tempo que saberão no máximo a cidade em que se encontra naquele momento.

Ainda em segurança, o iOS 14 permitirá ao usuário decidir se um aplicativo terá acesso total à sua galeria quando, por exemplo, fizer o upload para o Instagram, ou se o acesso será limitado a um tipo de imagem previamente filtrada.

Além disso, como vimos desde as versões beta, o iOS 14 dirá quando um aplicativo está tentando usar seu microfone ou câmera em segundo plano. Até o Linkedin já teve problemas legais por causa disso!

Em outras notícias


Alguns detalhes envolvem a integração do Apple Music com o Snapchat, uma nova tela inicial para o Apple Maps e interfaces menos intrusivas para notificações. Por exemplo, as chamadas não ocupam mais a tela inteira, o que normalmente impede o usuário de usar o smartphone. Agora, uma barra discreta aparece no topo da interface e pode ser descartada usando o botão vermelho de encerramento de chamadas ou simplesmente “virando” para cima.

Compatibilidade

Já imaginou comprar um iPhone em 2015 e ainda em 2020 para receber a maior atualização de software de seu fabricante? Existem coisas que apenas a Apple faz, e aqui deve ser elogiado pelo suporte estendido que promove. Portanto, todos os iPhones de 6s em diante recebem iOS 14, incluindo o iPhone SE (2016) também.

Lançando

IOS 14 será lançado … amanhã (16). Os usuários da Apple têm pouco para saber desse universo de novidades por meio do canal oficial de atualização. Certifique-se de ter espaço livre em seu smartphone e aguarde o aviso de disponibilidade em seu iPhone!

E você, ficou animado com essa notícia? Quer baixar a atualização no seu telefone? Conte-nos nos comentários!

(Atualizado em 17 de setembro de 2020 às 10h06)

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *