assista ao vídeo e entenda o que aconteceu

assista ao vídeo e entenda o que aconteceu

Um flash e um estrondo no céu assustaram os moradores do nordeste na noite da última quarta-feira (15), mas acalmaram que o fim do mundo (ainda) não está se aproximando. O fenômeno que causou espanto nas redes sociais ocorreu devido a um bólido que entrou na atmosfera da Terra em alta velocidade.

“Esse fenômeno é muito comum. É um fenômeno bólido, mais popularmente um meteoro ou estrela cadente com alta intensidade de brilho e energia. São detritos que acabam entrando na atmosfera, atingindo alto brilho e dependendo da constituição do material que resistir mais tempo nesta penetração “. e gerar um grande brilho “, explicou o Inclinação Marcelo de Cicco, astrônomo associado efetivo da SAB (Sociedade Astronômica Brasileira).

O fenômeno pode ser observado em cidades do interior do nordeste, mais especificamente na bacia do rio Pajeú. Segundo relatos nas redes sociais, os moradores de Custódia (PE), Serra Talhada (PE) e Sertânia (PE) estavam entre os que observaram a queda. Além da luz, o objeto assustou os moradores com barulho alto.

“O ruído também é normal, é outra característica que mostra que é um carro de corrida. O acidente é uma explosão sônica. Quando o objeto entra em alta velocidade, em média 50 mil km / h ou 60 mil km / h nos carros de corrida mais comuns. lento. ” , geralmente está acima do som. O barulho é quando a barreira do som é quebrada “, explica ele.

Ainda existem os chamados “superbólidos”, um dos exemplos clássicos foi o objeto que caiu na Rússia em 2013 e gerou quebras de vidro devido à forte explosão. No caso do que passou pelo interior do nordeste, o astrônomo acredita que não se enquadra nessa categoria.

Os vídeos das câmeras no site “climaovivo.com.br” registraram a passagem do objeto espacial. Veja acima as imagens, que foram verificadas pela equipe de astrônomos ligados ao Cicco.

Juntamente com outros astrônomos, a Cicco mantém o Exoss.org no Brasil, um projeto científico colaborativo que monitora quedas de objetos astronômicos no Brasil. A página tem um para enviar relatórios de visualizações de tipo.

As quedas no Brasil são comuns a ponto de ocorrerem quase diariamente aqui. O Exoss.org possui câmeras e instrumentos próprios para capturar esses fenômenos, além de gerar dados para os cientistas analisarem o que aconteceu.

Probabilidade de cair no chão

Segundo a Cicco, a partir de vídeos e reportagens nas redes sociais, há uma alta probabilidade de que a bola de fogo da noite passada tenha gerado detritos que atingem o chão. Mesmo assim, as partes que caíram não representam um perigo para a população.

“Como era cedo, por volta das 19 horas, ele entrou em uma posição favorável e é capaz de gerar um meteorito. Quando entra, dependendo do ângulo e da velocidade, ele consegue sobreviver e a matéria restante cai em queda livre no chão” . provavelmente neste caso “, diz ele.

Ele também relata que provavelmente já existem “caçadores de meteoritos” trabalhando na região para abastecer o mercado negro de tais objetos.

“Infelizmente, existe um mercado negro para meteoritos. Eles dizem que estão procurando ciência, mas querem comercializá-la. Provavelmente há pessoas que procuram, distribuem folhetos, pagam dinheiro para as crianças procurá-lo. O Brasil não possui legislação que proteja objetos do espaço, torna-se uma caça ao tesouro. Geralmente, quando o encontram, doam uma porção para estudos de pesquisa e guardam o ‘filé’ para si mesmos “, diz ele.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.