Atriz que era escrava sexual de uma seita conta sua história em série

India Oxenberg também lançou um audiolivro sobre o que ela viveu nos anos em que participou do culto (foto: Starzplay / Divulgao)

Cento e vinte anos de prisão. Desde a última terça-feira (27), Catherine e India OxenbergMãe e filha estão aliviadas para dizer o mínimo. Não apenas eles, mas as centenas de vítimas, muitas delas mulheres, de Keith Raniere. O criador de Seita NXIVM (pronuncia-se Nexium), 60, passará o resto de sua vida na prisão.

Sua sentença foi proferida em um tribunal do Brooklyn, em Nova York, onde o caso foi aberto em maio do ano passado. Ele foi considerado culpado de extorsão, tráfico sexual, conspiração, trabalho forçado, roubo de identidade, exploração sexual de uma criança e posse de pornografia infantil. Raniere também deve pagar multa de US $ 1,75 milhão (R ​​$ 10 milhões).

A história de Raniere e NXIVM tornou-se pública em 2017, após uma investigação do FBI. O case, cheio de detalhes sórdidos, ganhou mais importância graças à participação de celebridades, inclusive atriz Allison Mack, uma loira fofa que teve sua dose de popularidade graças à série Smallville (2001-2011). Ela, que se declarou culpada das acusações de extorsão, aguarda sua sentença.

A série de nove episódios O voto, Que a HBO exposta entre agosto passado e meados deste mês, seguiu a trajetória do NXIVM até a prisão de Raniere. A emissora já prometeu uma segunda temporada, com julgamento e suas consequências. Agora, outra produção chega para lançar uma nova luz sobre o case.

Com estreia marcada para o próximo dia 15 de novembro na plataforma Starzplay, Seduzido: Por Dentro do Culto NXIVM, um documentário de quatro partes, traz a história da Índia Oxenberg, uma das vítimas de Raniere.

Johannes EISELE / AFP
A atriz Allison Mack chega ao tribunal do Brooklyn em Nova York em janeiro passado para responder a acusações de tráfico sexual e trabalho forçado (foto: Johannes EISELE / AFP)

PRIMEIRA PESSOA

Enquanto O voto carrega o tom do documentário investigativo, Seduzido mais pessoal. Também produtora executiva da peça, India conta sua história na primeira pessoa. Agora com 29 anos, filha da atriz Catherine Oxenberg (cujo destaque em sua carreira é um papel de destaque na novela Dinastia), tornou-se escrava sexual de Raniere.

Índia, que passou quase uma década em adoração, uma das mulheres que foi marcado comum cauterizador dentro região pélvica com as iniciais de Keith Raniere. Essas mulheres eram membros da DESDE A (ou Vote), uma sociedade secreta dentro da seita. Eles serviam, em todos os sentidos, exclusivamente a Raniere (que se autodenominava Vanguarda). Sua entrada e permanência foram creditadas com chantagem. Máximo homem do DOS, tinha “garantias” por parte dos membros, de fato, fotos e vídeos sexualmente explícitos das vítimas que iriam para o público se não colaborassem.

Seduzido segue toda a trajetória da Índia, que fez parte da seita entre 2011 e 2018. Catherine, que esteve no O voto e produziu o telefilme Escapando do culto NXIVM: a luta de uma mãe para salvar sua filha (Fugindo da seita NXIVM: A luta de uma mãe para salvar a filha, desde 2019), para o canal Lifetime, também tem participação ativa na nova série. Afinal, foi ela quem levou a Índia à seita.

Com sede em Albany, no estado de Nova York, o NXIVM foi introduzido por meio do ESP, é a sigla para Executive Success Program, basicamente um programa de autoajuda. Catherine soube de uma reunião ocorrendo em Venice Beach, Califórnia. Índia, então com 19 anos, tentando descobrir o que fazer da vida (até então fizera pequenas aparições em programas de TV), foi incentivada pela ideia. Quase 10 anos atrás, ele me pagou $ 3.000 (cada) em cinco dias no ESP pelos dois.

Os iniciantes nem sabiam quem era Raniere, uma pessoa que só se apresentava aos membros mais avançados da organização. Mas, naquele momento, o casal conheceu seu braço direito, Nancy Salzman, uma enfermeira com experiência em neurolinguística. Mãe e filha foram designadas para grupos diferentes já nas primeiras reuniões.

NOBRE Catherine e Índia são apresentadas como boas aquisições para a NXIVM. A mãe, além de ser conhecida como atriz, também tem ascendência nobre. filha de Princesa Elizabeth da Iugoslávia, 84 anos. Nascida em Belgrado, na Sérvia, ela foi expulsa com a família em 1941, quando um golpe tomou o poder de seu pai, o príncipe regente Paulo da Iugoslávia, acabando com a monarquia. Primo de Príncipe Charles e Queen Sofa, da Espanha.

Depois desse primeiro mergulho, as duas se interessaram pelo programa, com Catherine abrindo sua casa para um encontro de um grupo de mulheres, do qual participou a própria princesa Elizabeth, embora fosse tudo muito bobo, ela admite no documentário. E assim Catherine e Índia entraram naquele mundo.

A atriz percebeu rapidamente a armadilha e saiu. Mas ele não conseguiu tirar a filha. Dominado por Raniere, a Índia permaneceu fiel a ele, mesmo após sua prisão, em março de 2018, quando foi descoberto escondido dentro do armário de uma casa em Puerto Vallarta, no México.

A mãe teve que intervir do lado de fora. Durante este período, Catherine publicou um livro no qual ela contava sua saga para libertar sua filha, Cativo: a cruzada de uma mãe para salvar a filha de um culto terrível (Cativo: a cruzada de uma mãe para salvar sua filha de um culto terrível.) A Índia seguiu o exemplo e lançou recentemente o audiolivro Ainda aprendendo (Ainda aprendendo).

Repleta de movimentos dramáticos, a série acompanha as duas mulheres e outras vítimas da seita. Especialistas explicam também que o esquema criado por Raniere, apesar de ter enganado tanta gente, não era nada original. Baseava-se principalmente no antigo método da pirâmide financeira.

Dias antes da sentença de Raniere ser proferida, Índia e Catherine falaram com ele Estado de Minas. Visto de fora, o que aconteceu com eles é mais estranho do que eu. Muito antes, pelo contrário, dizem eles. O engodo do NXIVM era aparentemente normal. “Tudo acontece em um ambiente suburbano, como se você estivesse no seu próprio quintal”, diz India.

TIMOTHY A. CLARY / AFP
Promotores do caso contra Keith Raniere chegam com documentos sobre a seita para o primeiro dia de julgamento, em maio de 2019, em Nova York (foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP)

Contar sua história faz parte do seu processo de cura?

India Oxenberg – Por um tempo não quis falar sobre isso, pensei que se não falasse tudo poderia desaparecer. Mas não é assim que as coisas funcionam. Você tem que enfrentar problemas dolorosos se quiser seguir em frente. Quando comecei meu processo de cura, parte dele exigia retomar minha história, mas agora com controle sobre ela.

Como produtor executivo do programa, você estabeleceu limites?

Índia – Não, foi o contrário. Minha promessa pessoal era de total honestidade, conte tudo. Embora tenha sido muito incômodo, entendi que a melhor maneira de fazer as pessoas entenderem o que aconteceu era falando a verdade.

Qual foi a parte mais difícil?

Catherine – Para mim foi expor minha filha na frente de todos. Quando fui à imprensa no início de 2019, doeu muito. Foi horrível e, ao mesmo tempo, senti que também estava traindo minha filha, tanto que poderia perdê-la para sempre.

Índia – O pior foi voltar e visitar lugares onde perdi grande parte da minha vida, já que passei a maior parte dos meus 20 anos nesta organização. Hoje tenho dias bons e dias ruins, pois falar nisso me custa muito.

O que torna o NXIVM diferente de outras seitas?

Índia – É muito moderno. Eles usam tecnologia, influenciadores, pessoas que têm o status de ligar para outras pessoas. tudo funcionou muito bem, porque tudo acontece em um ambiente suburbano. Parece que você está no seu quintal, mas na verdade é um predador que mora na sua vizinhança. Não é um culto em uma floresta ou algo semelhante, mas algo que pode acontecer em qualquer lugar do mundo. Para qualquer pessoa de fora, parece absolutamente normal.

Como você descobriu sobre o DOS?

Índia – Allison Mack me apresentou, eu nunca tinha ouvido falar dele antes. Ele falou o mínimo necessário. Sempre que pedia mais informações, tinha que dar novas garantias (que podiam ser fotos e vídeos de sexo). Era assim que a chantagem funcionava.

Você mantém contato com outros membros da seita?

Índia – Tenho amigos que foram e partiram. Mas não falo com pessoas que permaneceram fiéis a Keith, para minha própria proteção. muito triste, muitos deles eram muito próximos de mim e estão em total negação. Eles não querem ler nada sobre os processos contra Keith, querem apenas acreditar no que lhes interessa.

Seduzido pelo voto, com essas séries o mundo está conhecendo os detalhes da seita. O que você espera de uma história tão pesada?

Índia – Educar. Faça as pessoas entenderem que essas coisas existem e procurem sinais de alerta para evitar abusos de poder.

Catherine – Espero também que todo esse processo ajude a mudar a legislação. Porque este caso inovador. O Ministério Público teve que estabelecer um controle coercitivo, o que não é bem compreendido neste país. Não temos muitas leis para proteger as vítimas. Portanto, acho que esse processo pode levar a mudanças na lei, o que mudará a forma como os predadores serão julgados no futuro.

SEDUZIDO: DENTRO DO CULTO NXIVM

Série documental em quatro partes. Ele abre em 15 de novembro na plataforma Starzplay.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira Bezerra

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *