Banco do Brasil recusa retirada de direitos

Após intensa mobilização dos trabalhadores nas redes sociais e um exaustivo processo de negociação, a administração do Banco do Brasil se retirou nos pontos em que pretendia retirar os direitos dos bancários da empresa pública previstos no Acordo Coletivo de Trabalho .

Nesta sexta-feira, dia 28, após mais de 10 horas de negociação, a empresa reverteu as propostas que consistiam em reduzir o PLR e reduzir os ciclos de avaliação do PIB para desmontagem.

A PLR do Banco do Brasil é composta pelo módulo Fenaban – parcela fixa – e pelo módulo Banco do Brasil, que consiste na distribuição de 4% do lucro líquido do banco de forma linear (igual) a todos os trabalhadores.

A proposta apresentada pela administração do banco nas negociações dos dias 24, 27 e 28 reduziria essa distribuição do lucro líquido de 4% para 2%. A redução do PLR para o salário de entrada chegaria a 42%, por exemplo.

“A forte pressão dos trabalhadores nas redes sociais e na mesa de negociações fez com que a administração do banco retrocedesse nessa proposta e mantivesse o cálculo do PLR em sua forma atual. Com isso, os bancários da companhia aberta não sofrerão prejuízo no seu PLR ”, afirma João Fukunaga, diretor executivo do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e coordenador do Comitê de Empregados Bancários do Banco do Brasil (CEBB) .

O CEBB, que representa os trabalhadores em negociações com o banco, indica aprovação da proposta.

> A montagem das propostas de campanha será de 29 a 31

PIB

Outra proposta apresentada pela administração do Banco do Brasil que acarretaria a retirada de direitos foi a realização dos três ciclos de avaliação da Gestão do Desempenho Profissional (PIB). O banco propôs apenas um ciclo de avaliação negativa para o descomissionamento.

Durante as negociações e antes da mobilização dos trabalhadores, o banco desistiu e manteve os 3 ciclos de avaliação.

“Desde o início das negociações, deixamos claro que não aceitaríamos qualquer retirada de direitos e, em um cenário altamente adverso formado pela pandemia do coronavírus, a liderança do banco liderada por um governo contra os direitos dos trabalhadores amparado apenas por um Procuro reduzir nossas conquistas históricas por meio da mobilização nas redes sociais ”, reforça Getúlio Maciel, dirigente sindical e representante do CEEB pela FETEC-CUT / SP.

Resumo das negociações para a Campanha Bancária Nacional de 2020

– PLR

Proposta inicial: Redução da distribuição do lucro líquido (parcela linear) para 2%

Após negociação: PLR mantido como está no contrato atual (4% do lucro líquido mais 45% do salário, mais módulo variável determinado pelo Banco do Brasil por semestre)

– PIB

Proposta inicial: 1 ciclo de avaliação para descomissionamento

Após negociação: As três avaliações negativas para o desmonte de desempenho (3 PIB) foram mantidas.

– repouso intradiário

Proposta inicial: 15 a 30 minutos com registro para todos os funcionários de seis horas.

Após negociação: o pessoal com turno de 6 horas pode fazer um intervalo de 15 minutos (dentro do dia, no ponto eletrônico) a uma hora de descanso (com recorde no ponto eletrônico). Os empregados devem assinar termo para autorizar a prorrogação do horário de almoço (como já ocorre com empregados com oito horas de trabalho).

– Faltas pagas

Proposta inicial: 2020 e 2021: cinco ausências não conversíveis e não cumulativas

Após negociação: Regra de transição, com o saldo dos direitos adquiridos até 01/09/2020 convertidos em dinheiro. As compradas a partir de 01/09/2021 devem ser utilizadas até 08/2022, inclusive feriados, mas sem conversão ou acúmulo de caixa. Os bônus já adquiridos e acumulados permanecem com as regras anteriores.

– Justiça eleitoral preguiçosa

Um período de 180 dias é mantido para desfrutar do tempo livre

– Prazo para avaliação psicológica

Proposta inicial: 12 meses

Após negociação: Manutenção de 18 meses

– tempo de descanso

Proposta inicial: Apenas para atividades repetitivas

Após negociação: Manutenção de atendentes de autoatendimento

Outros pontos negociados

Mesa de bancos incorporados a ser realizada a partir de outubro, com apresentação das diretrizes em setembro / 2020.

Mesa permanente de teletrabalho e escritórios digitais

Conselho Permanente de Saúde e Segurança.

Veja como foram as negociações anteriores com o BB

> Sexta negociação: Banco do Brasil insiste na redução do valor da PLR
> Quinta negociação: Diretoria do Banco do Brasil quer reduzir participação nos lucros
> Quarta negociação: Governo quer eliminar mais direitos trabalhistas do BB
> Terceira negociação: Banco do Brasil propõe retirada de direitos
> Segunda negociação: Banqueiros arrecadam mais contratos do Banco do Brasil
> Primeira negociação: Escritório central: comitê de funcionários apresenta proposta

Veja como foram as rodadas de negociação da Fenaban:

> Décima segunda rodada: Andamento da proposta: reajuste de 1,5% com bônus de R $ 2.000
> Décima primeira rodada: Os bancos retiram para reduzir o PLR, mas mantêm o ajuste de zero
> Décima rodada: Fenaban mantém reajuste zero e redução da PLR
> Nona rodada: Fenaban insiste na retirada de direitos
> Rodada oito: Os bancos propõem um ajuste ZERO
> Sétima rodada: Os bancos querem retirar a 13ª cesta e reduzir o bônus
> Sexta rodada: Fenaban propõe redução de PLR ​​dos bancários em até 48%
> Quinta rodada: Bancos apresentarão proposta na terça-feira, dia 18
> Quarta rodada: Sindicato exige implantação de canal para vítimas de violência
> Terceira rodada: Sindicato exige da Fenaban melhorias na saúde dos bancários
> Segunda rodada: Banqueiros exigem manutenção de empregos
> Primeira rodada: Sindicato negocia regulamento da sede

Conecte-se ao Union

Enviar aqui um WhatsApp para a União, salve nosso número nos seus contatos (11 99930-8483) e fique por dentro de tudo que acontece na Campanha Bancária Nacional 2020. Ou cadastre-se para receber novidades da campanha em seu e-mail.

Vá para a página de notícias Ao vivo e siga o Sindicato dos Banqueiros no Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin mim Youtube para se manter informado sobre a Campanha Bancária Nacional de 2020.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *