Bitok exige uma resposta rápida de Malkia

Edith Wisa do Quênia (à esquerda) e Noel Murambi em ação contra a Holanda durante o Campeonato Mundial Feminino de Voleibol da FIVB no GelreDome, em Arnhem, Holanda, em 23 de setembro de 2022. [FIVB]

O técnico do Malkia Strikers, Paul Bitok, acredita que a seleção nacional tem o que é preciso para se recuperar da derrota por 3 a 0 para a Holanda quando enfrentar a Bélgica em sua segunda partida pelo Campeonato Mundial da FIVB no GelreDome, Arnhem, na Holanda.

Em entrevista ao Padrão Esporteso ex-internacional queniano disse que está procurando melhorar seu desempenho em suas acusações contra a Bélgica às 14h

“Vamos nos encontrar hoje (sábado) para traçar uma estratégia com o técnico Luizomar de Moura e ver como vamos abordar o segundo jogo”, disse Bitok.

“Os nossos resultados frente à Holanda não foram bons, mas vamos continuar a trabalhar nos nossos próximos jogos porque planeamos ganhar dois para nos classificarmos para a segunda fase”.

O Quênia perdeu por 3-0 (25-11, 25-17, 25-11) para a Holanda em sua primeira partida na noite de sexta-feira e tem quatro partidas na fase preliminar a partir de hoje com Bélgica, Itália, Camarões e Porto Rico.

A meio bloqueadora Edith Wisa foi a jogadora de destaque para o Quênia com oito pontos (cinco eliminações, três bloqueios), enquanto a oposta Sharon Chepchumba veio logo depois com sete (seis eliminações, um bloqueio).

Emmaculate Nekesa fez uma brilhante estreia sênior em uma partida que contou com a capitã Mercy Moim, Noel Murambi, Lorine Chebet e o líbero Agripina Kundu.

Anne Buijs, da Holanda, foi a jogadora holandesa mais produtiva, com 15 pontos, enquanto Nika Dalderop somou mais 14 pontos para os anfitriões.

“A equipe melhorou muito e isso é resultado de uma boa preparação no Brasil e na Sérvia. A batalha pela qualificação para a segunda fase continua”, disse Bitok.

“Estou orgulhoso da equipe, pois nos concentramos no próximo jogo contra a Bélgica”, disse o técnico.

A capitã holandesa Anne Buijs, que liderou todos os artilheiros com 15 pontos, somando 12 mortes, dois bloqueios e um ás, disse:

“Quero agradecer a todos por terem vindo aqui para a nossa primeira partida”, disse Buijs aos fãs após a partida.

“Estávamos um pouco nervosos no começo, mas quando encontramos nosso ritmo, realmente nos demos bem. É um torneio longo e temos grandes objetivos, então foi bom estar aqui e sentir a atmosfera, isso realmente nos inspirou.

“Queríamos jogar um bom vôlei, representar o povo nas arquibancadas e entretê-lo. Hoje foi o primeiro passo e estamos muito felizes com isso. Não poderíamos ter começado melhor.”

Em outra partida do grupo B, a Polônia derrotou a Croácia por 3 a 1 (25-19, 21-25, 25-23, 25-15).

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.