Blazers estragam noite histórica de LeBron e impedem o retorno do Lakers aos playoffs após 7 anos | nba

Faltavam 7 anos, 3 meses e 21 dias para a impressionante fase dos playoffs. O time mais tradicional da Conferência Oeste está fora das oitavas de final esse tempo, e não foi por acaso que a noite de terça-feira foi especial para os fãs do Los Angeles Lakers. Mas o doce azedou no final do jogo, quando os Blazers deram um show de três bolas em um momento crucial do quarto período e venceram por 100 a 93, abrindo por 1 a 0 na série.

Damian Lillard – Los Angeles Lakers x Portland Trail Blazers – Foto: Ashley Landis-Pool / Getty Images

Apesar da superioridade nos rebotes ofensivos (17 a 5) e do amplo domínio no garrafão, o Lakers passou a maior parte do jogo procurando os Blazers no placar. Isso porque a equipe teve um desempenho ruim em três bolas (15%, apenas 5 de 32 tentativas). Os Blazers, time com maior média de pontos por jogo da bolha, aproveitaram a lacuna e venceram.

O trio Lillard, Gary Trent Jr. e Carmelo Anthony, foi a sangue frio, com três bolas cruciais nos minutos finais, para abrir por 1 a 0 para os Blazers. O nome do Blazers no jogo era Damian Lillard, com 34 pontos, 5 rebotes e 5 assistências. CJ McCollum fez 21 pontos e Jusuf Nurkic fez 16 pontos e 15 rebotes.

Melhores momentos: Los Angeles Lakers 93 x 100 Portland Trail Blazers, da NBA

Noite histórica para LeBron James
LeBron James teve uma noite histórica. Ele marcou 23 pontos, 17 rebotes e 16 assistências, tornando-se o primeiro jogador a combinar mais de 20 pontos, mais de 15 rebotes e mais de 15 assistências na história da NBA em um jogo de playoff. As 16 assistências são um recorde de playoff da carreira. A antiga marca tinha 14 anos. A estrela também se juntou ao Magic Johnson como o único jogador na história do Lakers a ter um triplo-duplo em uma estreia nos playoffs para a franquia.

LeBron James – Los Angeles Lakers x Portland Trail Blazers – Foto: Mike Ehrmann / Getty Images

Anthony Davis também teve uma noite produtiva, com 28 pontos, 11 rebotes, 2 roubos de bola e 2 tocos. Kyle Kuzma contribuiu com 14 pontos e 8 rebotes. As equipes se reúnem novamente na quinta-feira, às 22h.

Última aparição do Lakers nos playoffs: abril de 2013
A última aparição do Lakers nos playoffs foi em 28 de abril de 2013. O San Antonio Spurs perdeu por 103 a 82, e o time texano completou uma raspagem de 4 a 0. A cesta do Lakers naquela época era Pau Gasol, com 16 pontos.

Rajon Rondo ainda é um desfalque
Rondo (polegar quebrado) está clinicamente liberado para jogar novamente, e os Lakers esperam ter o veterano ainda na primeira rodada dos playoffs. O armador, no entanto, precisa recuperar sua forma física.

O ano “mais garçom” de LeBron James
Pela primeira vez em sua carreira, LeBron James terminou uma temporada regular da NBA como o líder em assistências, com média de 10,2 por jogo. Naquela terça-feira, foi esse aspecto do seu jogo que mais saiu, e o King James saiu de quadra com 16 passes para a cesta.

(1º) Los Angeles Lakers 0 x 1 Portland Trail Blazers (8º)
Jogo 1: Lakers 93 x 100 Blazers
Jogo 2: quinta-feira (20/08) Lakers x Blazers, 22h00
Jogo 3: sábado (22/08) Blazers x Lakers, 21h30
Jogo 4: segunda-feira (24/08) Blazers x Lakers, 22h00
Jogo 5 *: quarta-feira (26/08) Lakers x Blazers, TBD
Jogo 6 *: sexta-feira (28/08) P Blazers x Lakers, a definir
Jogo 7 *: domingo (30/08) Lakers x Blazers, TBD

1º quarto: Lakers tem pesadelo de 3 bolas (0-8), Lillard e Nurkic brilham
O Portland começou o jogo com intensidade ofensiva, sem se deixar abater pela equipe que fez a melhor temporada na Conferência Oeste. E quem começou a roubar o palco foi o jovem Wenyen Gabriel, que liderou o ataque e mostrou uma presença defensiva. Apesar de mostrar força em rebotes ofensivos, o Lakers viu Portland abrir a lacuna e o técnico Frank Vogel pediu tempo.

O Lakers teve Davis como o ponto focal do ataque com a ajuda de JaVale McGee. Mas não foi o suficiente, já que a equipe fez um péssimo aproveitamento dos chutes para os três pontos. Com duas ausências iniciais, Gabriel foi para o banco, e Nurkic e Lillard assumiram a liderança da equipe. O Blazers marcou 36-25 no período e mandou uma mensagem clara para o Lakers.

Linda enterrada por Wenyen Gabriel: 13 a 7

Linda enterrada por Wenyen Gabriel: 13 a 7

Segundo quarto: LeBron brilha como bartender, Blazers têm apagões ofensivos
O Lakers continuou com dificuldades ofensivas. LeBron e Davis foram os destaques, mas o resto da equipe se saiu mal na escolha e aproveitou os chutes. Morris, Kuzma, Howard e Caruso foram os principais jogadores do banco. Com duas bolas de três em uma fileira e uma enterrada de Howard, o Lakers completou uma seqüência de 13-1, tendo seu melhor tempo no jogo. LeBron brilhou na distribuição da bola e foi o responsável pelo sprint.

Howard lutou contra rebotes e LeBron apareceu como um garçom eficiente. A liderança dos Blazers despencou e o Rei James foi para o banco para descansar. Quem voltou à quadra foi Lillard, que ainda estava forte e tentando manter a vantagem de Portland. Mas no ataque com LeBron e Davis, o time amarelo saiu pela primeira vez na frente. No final do período, o Portland venceu por 57 a 56. Lillard fez 23 pontos, Davis 21 e LeBron 10 assistências.

LeBron dá a Dwight Howard um passe de quarterback: Blazers 40 x 38 Lakers

LeBron dá a Dwight Howard um passe de quarterback: Blazers 40 x 38 Lakers

3º trimestre: McCollum lidera Portland e Lakers têm pior trimestre
O início do segundo tempo foi ruim para o Lakers, marcando apenas 2 pontos em 3 minutos. Os Blazers também não tinham um espaço espetacular, com as defesas prevalecendo sobre os ataques. Até então apagado no jogo, CJ McCollum emergia com grandes pontos para os Blazers.

Danny Green respondeu do outro lado e o jogo ficou com um placar apertado. McCollum foi bom no ataque, preenchendo a lacuna deixada por Lillard, que foi bem marcada. Foi condição fundamental para os Blazers se manterem à frente. No final do trimestre, os Blazers venceram por 78-75.

Bela trama de ataque da marca Blazers e Whiteside: Blazers 74 x 69 Lakers

Bela trama de ataque da marca Blazers e Whiteside: Blazers 74 x 69 Lakers

Quarto quarto: Lillard, Carmelo e Gary Trent Jr. enterram os Lakers no jogo
Um triplo de Kyle Kuzma no início do trimestre deixou o jogo equilibrado. Os Blazers cometeram erros em momentos cruciais e deram aos Lakers a chance de assumir o controle do jogo. A equipe passou os primeiros 4 minutos sem marcar, vendo o Lakers marcar uma seqüência de 9 a 0 e abrir 6 na frente.

Lillard estava mostrando vida com um triplo importante. As três bolas do ás reapareceram e a partida venceu emocionada. LeBron falhou dois lances livres, Whiteside apareceu na defesa com 2 bloqueios seguidos e um novo 3 de Lillard deu aos Blazers uma vantagem de 3 pontos com 3 minutos restantes.

Carmelo Anthony e Trent Jr. juntaram-se à dança Lillard e também ganharam bolas para três. Um pico do Nurkic praticamente selou a vitória dos Blazers a 16 segundos do fim e 7 pontos à frente. Kuzma falhou a última tentativa de três bolas e os Blazers comemoraram uma grande vitória por 100-93.

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *