Bolsonaro faz promessas para o ano que vem — MercoPress

Bolsonaro faz promessas para o ano que vem

Quarta-feira, 31 de agosto de 2022 – 09:33 UTC


Bolsonaro prometeu resolver os problemas dos empresários “tirando o Estado das costas”

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, diz nesta terça-feira que reajustará o salário dos funcionários públicos em 2023, embora, para fazê-lo além de 1º de janeiro, tenha que ser reeleito em outubro.

O dirigente em exercício prometeu que em 2023 o governo reajustará esses salários que estão congelados há mais de 3 anos. “Faremos isso com responsabilidade, enfrentaremos as categorias que passaram por momentos difíceis, mas acho que com a não competição, a desistência [pension reform] e outras coisas, cabemos dentro do [law of] responsabilidade por esse extra que vamos conceder como reajuste aos servidores públicos”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro havia prometido no ano passado reajustar os salários dos agentes de segurança federais: policiais federais, agentes penitenciários e policiais rodoviários federais. No entanto, trabalhadores de outras áreas do governo reagiram mal a tal anúncio e o governo voltou atrás nessa decisão.

O presidente acrescentou que o projeto de reforma administrativa enviado ao Congresso não afeta a estabilidade dos trabalhadores atualmente ativos. “A proposta que existe é para os futuros servidores públicos e não para os atuais. Respeitaremos os direitos adquiridos”, argumentou o presidente em Brasília durante o evento Diálogos com Candidatos à Presidência da República organizado pela União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços (UNECS).

Sobre a proposta de isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro destacou que o projeto buscava “a reindustrialização do nosso país”.

“Se não baixarmos a carga tributária, estamos sujeitos… à entrada de material mais barato [contraband]. Não existe palavra mágica para resolver esse problema, vamos resolver tirando o Estado das nossas costas”, disse aos empresários.

Bolsonaro também argumentou que, desde o início de seu governo, sua equipe econômica vem trabalhando na desburocratização, simplificação e redução da carga tributária, além de melhorar o ambiente de negócios. No caso do IPI, o governo federal já conseguiu reduzir em até 35% o valor do imposto que incide sobre a maioria dos produtos fabricados no país, com exceção de parte dos fabricados na Zona Franca de Manaus. Segundo Bolsonaro, a ideia é chegar a 50% até o final do ano.

(Fonte: Agência Brasil)

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.