Bolsonaro responde ao tweet eleitoral de Leonardo DiCaprio

Um tweet de Leonardo DiCaprio sobre as próximas eleições brasileiras irritou o presidente do país, Jair Bolsonaro, que respondeu à estrela de Hollywood com sua própria mensagem sarcástica.

DiCaprio, um conhecido ativista ambiental que doou US$ 5 milhões para esforços de conservação na floresta amazônica em 2019, postou um tweet na quinta-feira incentivando jovens brasileiros a se registrarem para votar, sugerindo que deveriam votar contra Bolsonaro.

“O Brasil abriga a Amazônia e outros ecossistemas críticos para as mudanças climáticas. O que acontece lá é importante para todos nós e o voto dos jovens é fundamental para promover mudanças para um planeta saudável”, disse DiCaprio, compartilhando um link sobre o registro de eleitores.

Bolsonaro, que tem sido amplamente criticado por reverter as proteções ambientais, respondeu na sexta-feira com um tweet sarcástico.

“Obrigado pelo apoio, Léo! É muito importante que todos os brasileiros votem nas próximas eleições”, escreveu. “Nosso povo decidirá se quer manter nossa soberania sobre a Amazônia ou ser governado por ladrões que servem a interesses especiais estrangeiros.

“Bom trabalho em o renascido!” ele adicionou.

DiCaprio é um crítico ferrenho de Bolsonaro desde que assumiu o cargo em 2019, principalmente por lidar com os incêndios na floresta amazônica.

O ator também se juntou a iniciativas lançadas por várias ONGs que pedem que qualquer investimento no Brasil dependa de compromissos firmes do governo para preservar a Amazônia.

Bolsonaro rejeitou essas demandas, que ele diz infringir a soberania brasileira.

Desde que Bolsonaro assumiu o cargo, o desmatamento anual médio na Amazônia brasileira aumentou mais de 75% em relação à década anterior, segundo dados oficiais.

Seu governo também é acusado de permitir o desmatamento desenfreado, incluindo queimadas ilegais por garimpeiros, fazendeiros e traficantes de madeira, enquanto as agências reguladoras ambientais viram seus orçamentos reduzidos.

De acordo com dados de satélite do governo, o número de árvores derrubadas na Amazônia brasileira em janeiro deste ano superou em muito o desmatamento no mesmo mês do ano passado. A área destruída foi cinco vezes maior do que em 2021, o maior total para janeiro desde que os registros começaram em 2015, segundo a BBC.

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro tem como alvo DiCaprio. Em 2019, ele acusou o ator de “dar dinheiro para queimar a Amazônia”.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, cerca de 73.000 incêndios florestais foram registrados no Brasil nos primeiros oito meses daquele ano, o maior número para qualquer ano desde 2013. A maioria deles ocorreu na Amazônia.

Em 2020, Bolsonaro negou que os incêndios estivessem devastando a floresta amazônica, apesar de dados de seu próprio governo mostrarem que o número de incêndios estava aumentando.

“Uma floresta tropical não pega fogo”, disse ele. “Então essa história de que a Amazônia está queimando é mentira e temos que combatê-la com números reais.”

No ano passado, DiCaprio juntou-se a dezenas de celebridades para pedir ao presidente dos EUA, Joe Biden, que não assine nenhum acordo ambiental com o Brasil em meio ao crescente desmatamento na Amazônia.

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva está atualmente liderando a corrida presidencial para desafiar Bolsonaro nas eleições de outubro.

— Informações adicionais da AFP

Percorra a galeria para ver as imagens de A aparição de Leonardo DiCaprio na cúpula do clima Cop26 em Glasgow em 2021:

Atualizado: 30 de abril de 2022, 11h40

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.