Brasil: A situação da varíola é “muito preocupante”



Nova área de trabalho @bactiman63

O Brasil tem 813 casos confirmados de varíola, segundo dados do Ministério da Saúde. Na terça-feira, a líder técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a doença, Rosamund Lewis, disse que a situação do país “é muito preocupante” e que os casos podem estar subnotificados porque não há testes suficientes disponíveis.

Imagem/Robert Herriman

“É importante que as autoridades também estejam cientes da emergência de saúde pública e de interesse internacional, das recomendações e tomem as medidas correspondentes”, declarou. Ele também disse que o surto pode ser interrompido com “as estratégias certas nos grupos certos”. “Mas o tempo está se esgotando e todos nós temos que nos unir para que isso aconteça”, acrescentou.

No sábado, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou que a varíola dos macacos constitui uma emergência de saúde pública de interesse internacional. “Temos um surto que se espalhou rapidamente pelo mundo, através de novas formas de transmissão, sobre as quais sabemos muito pouco e que se enquadra nos critérios do Regulamento Sanitário Internacional”, disse.

O Ministério da Saúde destacou, por meio de nota, que a doença é prioridade para o ministério, que monitora e analisa constantemente a situação epidemiológica para definir diretrizes e ações de vigilância e resposta à doença no país. “Todas as medidas anunciadas hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS) já foram realizadas pelo Brasil desde o início de julho para realizar a vigilância oportuna da doença”, diz o texto.

A agência destacou ainda que, antes mesmo da confirmação dos casos no Brasil, “foi montada uma sala de situação para traçar um plano de ação com o objetivo de estabelecer estados e municípios sobre a melhor forma de atender a população”. Ainda de acordo com o ministério, “estão disponíveis testes de diagnóstico para toda a população que se enquadram na definição de casos suspeitos de varíola dos macacos”.

Assine a Outbreak News TV no YouTube

No sábado, o ministério informou que está articulando com a OMS a aquisição da vacina contra a doença. Em nota, o Ministério da Saúde informou que estão em andamento negociações globalmente com a fabricante para ampliar o acesso ao imunizante para países com casos confirmados.

No Brasil, o maior número de casos está em São Paulo, com 595 infecções confirmadas. No Rio de Janeiro há 109 pessoas com a doença, seguidas de: Minas Gerais (42), Distrito Federal (13), Paraná (19), Goiás (16), Bahia (3), Ceará (2), Rio Grande do Sul (3), Rio Grande do Norte (2), Espírito Santo (2), Pernambuco (3), Mato Grosso do Sul (1) e Santa Catarina (3).

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.