Brasil é campeão mundial em Valorant, CS:GO e R6

O que eles têm no café da manhã?

O Brasil pode ser a terra onde nascem os deuses do FPS.

O placar foi 12-5 em Haven em favor da LOUD, e a equipe só precisou de mais uma rodada para eliminar a OpTic Gaming. Eles não hesitaram.

Depois de devastadores abates de dupla entrada de Bryan “pANcada” Luna, incluindo um totalmente iluminado, LOUD passou pela OpTic para levar a rodada final sem falhas.

A LOUD havia conquistado seu maior inimigo, um time que eles encontraram seis vezes só este ano e perderam na metade de seus encontros, e colocaram o Brasil no mapa mundial de Valorant.

Com sua vitória no Valorant Champions 2022, o Brasil também se tornou o único país a conquistar os maiores títulos em todos os três principais shooters táticos: Valorant, CS:GO e Rainbow Six Siege.



O Brasil é onde as lendas do FPS são feitas

Crédito: ESL

Entrando como o maior azarão em uma cena de CS:GO dominada pela Europa, Gabriel “Caído” Toledo levou sua equipe a duas vitórias consecutivas no Major no MLG Major Championship Columbus e no ESL One Cologne em 2016.

Suas listas de Luminosity e SK Gaming marcaram um dos pináculos do Counter-Strike brasileiro, provando que o país era totalmente capaz de competir com os melhores da Europa e América do Norte.

Os fãs também vão se lembrar do reinado de Marcelo “coldzera” David, um superstar fragger que FalleN ajudou a levar ao topo do CS:GO. Ele é amplamente considerado um dos melhores jogadores de CS:GO de todos os tempos, liderando os rankings da HLTV em 2016 e 2017.

As contribuições da FalleN também vão além do estágio competitivo. Carinhosamente conhecido como o padrinho brasileiro do Counter-Strike, ele também dedicou seu tempo ao crescimento da cena de esports no Brasil.

O técnico do LOUD, Matheus “bzkA” Tarasconi, prestou homenagem ao FalleN em uma coletiva de imprensa pós-jogo após sua vitória. “Somos guiados pelos ensinamentos do FalleN”, disse ele. “A maneira como você trabalha também inspira nossa filosofia de trabalho.”

R6 Invitational 2021 NiP
Crédito: Ubisoft

O domínio do país foi ainda mais pronunciado em R6 no ano passado. As três melhores equipes do Six Invitational 2021 eram todas brasileiras. E pela primeira vez em maio de 2021, havia um campeão brasileiro de R6 Invitational.

Ninjas in Pyjamas derrotou o Team Liquid, eclipsando seu vice-campeonato no ano anterior para finalmente pegar o martelo.

Dito isto, a América do Norte não está longe de entrar neste clube rarefeito. Já tendo garantido títulos em R6 e CS:GO, a região está a apenas uma vitória do campeonato mundial em Valorant. E embora tenham ficado em segundo lugar desta vez, a OpTic foi sem dúvida a melhor e mais consistente equipe deste ano, com os três primeiros lugares em todos os eventos internacionais da LAN.

Da parte da LOUD, sua vitória histórica marca a primeira vez que uma região além da América do Norte ou da Europa ergue um troféu internacional.

À medida que Valorant muda para um novo modelo de parceria em 2023, o Brasil terá a oportunidade de levar a luta para seus rivais ao norte durante a temporada regular na nova liga das Américas.

LEIA MAIS: DRX elimina os campeões do Masters Copenhagen, alcança o Top 3 nos campeões

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.