Brasil enfrenta ansiedade após susto de lesão de Neymar na Copa do Mundo

DOHA (Reuters) – O Brasil estava suando com a forma física de Neymar nesta sexta-feira, depois que seu talismã torceu o tornozelo na vitória sobre a Sérvia na Copa do Mundo.

O atacante se machucou em uma colisão com Nikola Milenkovic durante o segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Catar na quinta-feira, no jogo de estreia do Brasil.

O jogador do Paris Saint-Germain, de 30 anos, tentou continuar, mas foi substituído a cerca de 10 minutos do fim, pouco depois de Richarlison ter colocado o Brasil com dois gols de vantagem.

Neymar foi visto mancando muito após o jogo em Doha e as fotos mostraram uma inflamação no tornozelo direito.

Ele se recusou a falar com os repórteres ao deixar o estádio, mas postou uma mensagem alegre no Twitter, sem se referir à lesão.

“Jogo difícil, mas era importante vencer”, afirmou. “Parabéns equipe, primeiro passo dado… faltam seis.”

O médico da equipe, Rodrigo Lasmar, disse que é muito cedo para tirar conclusões precipitadas.

“Precisamos esperar de 24 a 48 horas para ter uma avaliação melhor”, disse Lasmar. “Não temos nenhuma ressonância magnética marcada e amanhã teremos uma nova avaliação.

“Temos que esperar, não podemos fazer comentários prematuros sobre sua evolução.”

O técnico Tite estava otimista de que Neymar mais uma vez lideraria a tentativa do Brasil de conquistar o sexto título mundial.

Em seguida, eles enfrentarão a Suíça na segunda-feira, em sua última partida do Grupo G contra Camarões.

“Você pode ter certeza de que Neymar vai jogar a Copa do Mundo”, disse Tite, acrescentando que o atacante inicialmente permaneceu em campo depois de machucar o tornozelo “porque o time precisava dele”.

O Brasil lutou para prevalecer no primeiro tempo contra a Sérvia antes de encontrar sua faísca.

Richarlison rebateu de perto logo após a marca de uma hora e então produziu um pico acrobático para dobrar a liderança.

Recorde de Pelé

Neymar continua uma longa tradição de grandes nº 10 brasileiros e precisa de apenas dois gols para igualar o recorde de Pelé de 77 para a nação sul-americana.

O Brasil possui uma impressionante variedade de talentos ofensivos, incluindo Raphinha, Richarlison e Vinicius Junior, e eles conseguiram tirar Rodrygo e Gabriel Jesus do banco contra a Sérvia.

Mas Neymar, que está disputando sua terceira e possivelmente última Copa do Mundo, é o jogador que faz o time funcionar.

No entanto, a carreira do brasileiro foi marcada por lesões que afetaram suas duas Copas do Mundo anteriores.

Em 2014, ele sofreu uma fratura nas costas na vitória nas quartas de final sobre a Colômbia, antes que os anfitriões fossem humilhados pela Alemanha nas semifinais, perdendo por 7–1.

Quatro anos depois, ele correu para se recuperar da lesão a tempo do torneio na Rússia, mas o Brasil nunca alcançou o patamar esperado antes de perder para a Bélgica nas quartas de final.

A ex-estrela do Barcelona, ​​que soma 122 internacionalizações pelo Brasil, também perdeu a Copa América 2019 depois de sofrer uma ruptura nos ligamentos do tornozelo direito.

Em 2021, Neymar ficou afastado por cerca de 10 semanas na temporada francesa, após sofrer uma lesão no ligamento do tornozelo esquerdo.

Desta vez chegou ao Qatar em grande forma, após um fantástico início de temporada pelo PSG, onde soma 15 golos em 20 jogos.

Seu último número pode ser apenas um susto. Mas até sabermos mais, uma nação estará prendendo a respiração.

LER: Richarlison marca duas vezes e o Brasil derrota a Sérvia no confronto da Copa da FIFA

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.