Brasil: Número de mortos por fortes chuvas sobe para 84

Desde que as fortes chuvas começaram na quarta-feira, 56 pessoas também desapareceram, enquanto quase 4.000 perderam suas casas, segundo a CNN Brasil. Catorze municípios decretaram estado de emergência

A defesa civil de Pernambuco pediu aos moradores que vivem em áreas de alto risco ao redor da cidade de Recife que procurem abrigo em outro lugar depois que as chuvas provocaram deslizamentos de terra. Escolas foram abertas em Recife para abrigar famílias deslocadas.

O nordeste do Brasil tem experimentado volumes excepcionalmente altos de chuva, dizem autoridades. Algumas áreas registraram mais chuva em um período de 24 horas no fim de semana do que o volume total esperado para o mês de maio.

Algumas partes do estado tiveram uma trégua da chuva na segunda-feira, quando as chuvas se aproximaram da costa, mas Pernambuco deve receber mais 30-60 mm de chuva nos próximos dois dias, enquanto áreas isoladas podem ver mais de 100 mm. A região pode ter mais de meio mês de chuva em apenas quatro dias, entre sábado e fim de semana até o final de terça-feira.

Rajadas, que podem causar falta de energia e queda de detritos, também podem chegar a 100 km/h.

A chuva do fim de semana provocou a quarta grande enchente em cinco meses no Brasil, de acordo com um relatório da Reuters, que destacou a falta de planejamento urbano em bairros de baixa renda em grande parte do país. Favelas, favelas ou favelas, são muitas vezes erguidas em encostas propensas a afundar, geralmente fora das grandes cidades.

Em dezembro, as chuvas causou o rompimento de duas barragens no estado vizinho da Bahiamatando dezenas e submergindo ruas inteiras.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que o exército ajudará os afetados e viajará para Recife na segunda-feira para avaliar a situação.

“O nosso Governo disponibilizou, desde o primeiro momento, todos os meios para ajudar os atingidos, incluindo as Forças Armadas”, tuitou este domingo.

Paulo Câmara, governador do estado, disse no Twitter que seu gabinete disponibilizou 100 milhões de reais (US$ 21 milhões) para ajudar as áreas afetadas pela chuva. Sete outros estados brasileiros se ofereceram para ajudar e enviaram equipes de resgate para Pernambuco, segundo a CNN Brasil.

A crise climática está tornando o clima extremo destrutivo mais comum em todo o mundo. À medida que as temperaturas aumentam, a quantidade média de chuvas nesta parte do Brasil deverá diminuir, mas espera-se que eventos extremos de chuva ocorram com maior frequência e intensidade, de acordo com projeções científicas publicadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.

Isso significa que algumas partes do Brasil sofrerão secas mais longas, bem como eventos de chuva mais frequentes e extremos, que juntos o tornam mais vulnerável a inundações.

A razão pela qual os deslizamentos ocorrem é mais complexa, mas eles geralmente ocorrem durante chuvas fortes em áreas que foram excessivamente desmatadas e construídas.

Robert Shackleford e Monica Garrett da CNN Weather contribuíram para este relatório. Marcelo Medeiros e Michelle Velez reportaram em Atlanta, Marcia Reverdosa em São Paulo, Mia Alberti em Beirute e Amy Woodyatt em Londres.

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.