Brasil pede que WhatsApp adie ‘Comunidades’

Citando preocupações com a disseminação de desinformação nas próximas eleições de seu país, promotores brasileiros estão pedindo à plataforma de mensagens Whatsapp adiar a estreia de um novo recurso chamado “Comunidades”.

As comunidades permitirão aos usuários expandir seus círculos de mensagens, atingindo 2.560 pessoas por vez e, portanto, tornando o conteúdo mais viral.

Como a Reuters relatado El viernes (29 de julio), los fiscales dijeron que el alcance extendido del nuevo servicio llega en un momento “en que las noticias falsas sobre el funcionamiento de las instituciones y la integridad del sistema de votación brasileño podrían poner en peligro la estabilidad democrática del País”.

Saiba mais: Meta to Biz: Email está morto: Long Live WhatsApp

O relatório diz que o WhatsApp, de propriedade da Meta Platforms, é popular entre os apoiadores do presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, que busca a reeleição e está atrás do ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva.

A Meta já concordou em adiar o lançamento de abril até depois de um segundo turno antecipado em outubro. No entanto, o MPF – Ministério Público Federal – disse que o atraso não seria suficiente para enfrentar “os graves riscos que um aumento de desinformação… nos últimos dois meses do ano pode gerar”.

O WhatsApp está instalado em 99% dos telefones no Brasil, segundo o MPF.

Um porta-voz do WhatsApp disse à Reuters que a empresa avaliará o melhor curso de ação para o lançamento e responderá ao pedido dos promotores.

Leia mais: WhatsApp oferece botão de pagamento no Brasil e na Índia

No ano passado, o WhatsApp testou outros dois novos produtos no Brasil.

Em maio, o vice-presidente de produto do WhatsApp Ami Vora disse que a empresa estava executando um programa piloto no Brasil “onde as empresas podem ser listadas no Diretório diretamente no WhatsApp”, com opções de clique para comprar incorporadas ao fluxo de bate-papo.

Um dia depois, surgiu a notícia de que a empresa estava oferecendo um novo botão “Pagar” para usuários no Brasil e na Índia, projetado para facilitar o pagamento. O botão está disponível diretamente no cartão de contato do usuário, permitindo que ele envie dinheiro para amigos, familiares e entes queridos.

——————————

NOVA PESQUISA PYMNTS ENCONTRA 3 DE 4 CONSUMIDORES COM FORTE DEMANDA POR SUPER APPS

Sobre: Os resultados de um novo estudo do PYMNTS, “The Super App Shift: How Consumers Want To Save, Shop And Spend In The Connected Economy”, uma colaboração com o PayPal, analisaram as respostas de 9.904 consumidores na Austrália, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos. Estados Unidos e mostrou forte demanda por superaplicativos multifuncionais únicos em vez de usar dezenas de aplicativos individuais.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.