Brasil pede que WhatsApp adie lançamento de ‘Comunidades’ até 2023

O Ministério Público Federal (MPF) eu pergunto(Abre em uma nova janela) O WhatsApp não lançará seu recurso de Comunidades no Brasil até 2023 devido a preocupações com seu uso para espalhar desinformação.

O Brasil realizará suas eleições gerais, que determinam o próximo presidente, vice-presidente e Congresso Nacional, além de outros líderes políticos, em 2 de outubro. Isso significa que é fundamental para o governo brasileiro combater a disseminação de desinformação e desinformação no país. .

É aí que entram as Comunidades. O WhatsApp anunciou o recurso, que permite que as organizações coletem bate-papos em grupo diferentes em um só lugar, em abril. O longa deve ser lançado este ano, mas o MPF quer que seja adiado no Brasil até janeiro próximo.

O ministério diz que Comunidades “podem colidir com as medidas eficientes que a própria plataforma adotou nos últimos anos para conter a disseminação de notícias falsas.” (Ênfase no deles.) O MPF diz estar particularmente preocupado com a capacidade dos administradores de enviar mensagens para todos em uma comunidade.

MPF diz (traduzido do original em português):

Conforme aponta a recomendação, quando as Comunidades forem implementadas, seus administradores poderão enviar mensagens para até 2.560 pessoas ao mesmo tempo, o que significará multiplicar por dez o limite de envio de mensagens iniciais atualmente em vigor na plataforma. E se o tamanho máximo de cada grupo for dobrado, essas apresentações iniciais vão crescer ainda mais, chegando a 5.120 pessoas por vez. Isso aumentaria a capacidade de viralização do conteúdo no WhatsApp, o que poderia afetar negativamente sua atual política de combate à desinformação.

O WhatsApp não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

“[WhatsApp] Você tem um prazo de 20 dias úteis para informar se aceita ou não a recomendação”, diz o MPF. “Se não aceitar, o MPF pode entrar na Justiça para fazer valer as medidas recomendadas.”

Recomendado por nossos editores

Reuters relatórios(Abre em uma nova janela) que a empresa disse que “vai continuar a avaliar cuidadosamente o melhor momento para lançar a nova plataforma e vai responder devidamente ao pedido das autoridades”. No entanto, isso não significa necessariamente que atrasará ainda mais o lançamento das Comunidades no Brasil.

Mais informações sobre o aplicativo do MPF estão disponíveis no site oficial recomendação(Abre em uma nova janela).

Receba nossas melhores histórias!

Inscreva-se O que há de novo agora? para receber nossas melhores histórias em sua caixa de entrada todas as manhãs.

Este boletim informativo pode conter publicidade, ofertas ou links de afiliados. A subscrição de uma newsletter indica o seu consentimento para a nossa Termos de uso S Política de privacidade. Você pode cancelar a assinatura de boletins informativos a qualquer momento.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.