Brasil: Projeto de Lei nº 3227/20201 encaminhado ao Congresso Nacional, que visa modificar o Regulamento de Moderação de Conteúdo da Internet

Em palavra

Conforme informado em nosso último alerta eletrônico, em 6 de setembro de 2021, o presidente Jair Bolsonaro assinou a Medida Provisória (MP) nº 1.068 / 2021, que altera o Marco Legal da Internet no Brasil, que regulamenta o uso da Internet no Brasil.


A MP foi criticada por diversos setores da sociedade, que alegaram não cumprir os requisitos formais e materiais aplicáveis. Em 14 de setembro de 2021, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, devolveu o deputado ao governo por entender que ele violava os requisitos fundamentais estabelecidos na Constituição Federal. Com isso, as regras estabelecidas na MP não são mais válidas.

No mesmo dia, a ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber suspendeu a eficácia da MP ao conceder medida cautelar proferida pelos partidos políticos e pela Ordem dos Advogados do Brasil em ações de inconstitucionalidade direta movidas contra a MP. De acordo com a Justiça:

[The] A exposição de motivos da MP 1.068 / 2021 não assumiu o ónus de demonstrar de forma fundamentada e suficiente a presença do requisito de urgência, nomeadamente em matérias de tal complexidade e vicissitudes, para demonstrar a ausência do referido requisito constitucional, que se traduz em uma aparente inconstitucionalidade formal.

Então, antes do retorno da MP por Pacheco, o ministro considerou que as ações inconstitucionais perderam o sentido.

Portanto, neste momento, as regras propostas no MP para os fornecedores de aplicativos não estão em vigor. No entanto, embora a discussão sobre a MP tenha encerrado, o debate segue na medida em que o presidente apresentou ao Congresso Nacional, no dia 20 de setembro, o Projeto de Lei nº 3227/2021, que tem proposições idênticas às da MP. Nossa equipe continuará acompanhando este novo projeto de lei e respectivos debates, estando à disposição para qualquer consulta.

Veja a versão em português


Autor
Flavia vasconcelos

Flávia Vasconcelos ingressou na Firma em 2001, tornou-se sócia em 2006 e Of Counsel em 2019. Coordena o grupo Marcas nos escritórios brasileiros e integra o grupo Bens de Consumo e Varejo, atuando com foco na gestão de branding, consultoria e licenciamento, incluindo marca. disponibilidade, buscas de arquivamento e acusação, aconselhamento sobre proteção e aplicação de marcas registradas e nomes de domínio, e registro de contratos de licença de marcas. Também auxilia os clientes na proteção dos direitos dos melhoristas de plantas e na gestão e licenciamento de direitos autorais. Representa clientes nos segmentos de bens de consumo e varejo, incluindo vestuário, cosméticos e joias de luxo, bebidas, produtos químicos, farmacêuticos, automotivos, CRM, telecomunicações / eletrônicos, máquinas agrícolas e de construção, transporte, música e variedades de plantas, e tem ampla experiência em consultoria . em relação à protecção dos direitos de propriedade intelectual.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *