Brasil reutiliza caixas de streaming pirata apreendidas para escolas e hospitais * TorrentFreak

Casa > anti pirataria >

Nos últimos anos, o Brasil realizou várias operações antipirataria de alto nível. Entre outras coisas, isso resultou na apreensão de 1,5 milhão de dispositivos de streaming ilegais. Alguns desses aparelhos foram reaproveitados e doados para escolas. Além disso, antigas caixas de transmissão pirata também chegaram a hospitais e carros de polícia.

Nos últimos três anos, o Brasil trabalhou arduamente para combater a pirataria online de vários ângulos.

Lideradas pela ANCINE, a Agência Nacional de Cinema do Ministério da Cultura do Brasil, as campanhas da “Operação 404” levaram a vários abates e prisões.

Sites e serviços de streaming têm sido um ponto focal nessa batalha. Entre outras coisas, a ANCINE auxiliou na capacitação de agentes de fiscalização da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal para detectar esses aparelhos para que possam ser apreendidos ou impedidos de entrar no município.

Esses esforços têm sido bastante bem-sucedidos. Em uma atualização recente, a ANCINE informa que 1,5 milhão de dispositivos de streaming ilegais foram apreendidos entre 2020 e 2021. Coletivamente, essas hack boxes valem cerca de US$ 150 milhões.

Caixas piratas se tornam computadores escolares

Muitos desses dispositivos foram destruídos e os resíduos resultantes descartados de maneira “sustentável”. No entanto, as autoridades responsáveis ​​também estão procurando maneiras mais criativas de reutilizar essas caixas de streaming piratas.

A ANCINE informa que, com a ajuda de pesquisadores, 800 dispositivos de streaming apreendidos foram reaproveitados como computadores básicos. Este hardware foi então doado para escolas locais.

“Em uma parceria inédita entre a Receita Federal e universidades do Estado de Minas Gerais, equipes de pesquisa buscam formas de remover recursos ofensivos e reutilizar equipamentos.

“Em um projeto, dispositivos de streaming ilegais apreendidos foram transformados em 800 computadores que foram doados a escolas públicas para fins educacionais.” ANCINE escreve em uma atualização.

Hospitais e carros de polícia

As escolas não são as únicas beneficiárias do hardware apreendido. Caixas de transmissão pirata reaproveitadas também chegaram aos hospitais públicos no Brasil e até mesmo em carros de polícia.

“Em outros projetos, equipamentos ilegais estão sendo reaproveitados para monitorar atendimentos em hospitais públicos, monitorar câmeras em viaturas policiais, controlar e identificar pragas no agronegócio, entre outros usos”.

A ANCINE observa que com essas soluções criativas, dispositivos anteriormente ilegais são reutilizados com sucesso em benefício da sociedade. Isso significa que o público em geral também se beneficia do trabalho antipirataria.

Embora os destinatários do hardware reaproveitado estejam, sem dúvida, muito satisfeitos, o objetivo final é ajudar os detentores dos direitos autorais. E essas atividades não se limitam apenas a apreensões, fechamentos e prisões.

As autoridades estão atualmente trabalhando para implementar um esquema abrangente de bloqueio de sites administrativos, que visa tornar os esforços de aplicação da lei antipirataria ainda mais poderosos. Ao contornar efetivamente o sistema judicial, o Brasil planeja intensificar seu jogo de bloqueio.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.