Brasil se classifica para o torneio de vôlei feminino Tóquio 2020

Bicampeão olímpico, o Brasil se tornou o primeiro time a se classificar para o torneio de vôlei feminino de Tóquio 2020.

Eles fizeram isso da maneira mais difícil no Torneio de Qualificação Intercontinental Feminino de Tóquio 2020 da Federação Internacional de Voleibol, derrotando a República Dominicana em um thriller de cinco sets.

Os donos da casa do Grupo D chegaram à vantagem de 2 a 0 no Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, para serem derrotados pela nação caribenha.

Os brasileiros o viram em um desempate nervoso, reservando sua passagem para Tóquio 2020 com uma vitória de 25-22, 25-19, 23-25, 18-25, 15-10.

Na outra partida do Grupo D, o Azerbaijão varreu Camarões por 25-17, 25-14, 25-20.

Por outro lado, os Estados Unidos evitaram por pouco uma grande virada contra a Bulgária no Grupo C antes de vencer cinco sets.

Os Estados Unidos ficaram para trás duas vezes no CenturyLink Center em Bossier City antes de voltar e finalmente triunfar em 21-25, 25-18, 21-25, 25-20, 15-10.

Os Estados Unidos alcançarão Tóquio em 2020 se vencerem a Argentina, que venceu o Cazaquistão por 22–25, 25–8, 25–20, 25–16.

A derrota dos americanos pode permitir a entrada da Bulgária se vencer o Cazaquistão, enquanto a Argentina precisaria vencer os americanos por 3 a 0 e torcer para que os cazaques sem vitória surpreendam a seleção europeia.

A atual campeã olímpica, a China, está prestes a retornar para defender seu título depois de vencer a Alemanha em quatro sets no Beilun Gymnasium, em Ningbo, no Grupo B.

Eles venceram por 25-22, 25-22, 21-25, 25-15 e agora estão prontos para enfrentar a Turquia em um confronto onde o vencedor leva tudo.

A Turquia venceu em quatro contra a República Tcheca, 25-15, 25-22, 21-25, 25-17.

A Rússia e a Coreia do Sul também estão prestes a enfrentar um confronto direto depois de vencer seus dois primeiros jogos da fase de grupos no DS Yantarny em Kaliningrado, no Grupo E.

Ambos reivindicaram vitórias em shutouts: a Rússia derrotou o Canadá por 25-13, 25-21, 25-22, enquanto a Coreia derrotou o México por 25-21, 25-15, 26-24.

A atual campeã mundial Sérvia e a anfitriã do Grupo A, Polônia, também mantiveram seus registros de 100% com vitórias no Hala Orbita, em Wroclaw.

A Sérvia venceu confortavelmente Porto Rico por 25-14, 25-20, 25-16 e será favorita contra os poloneses depois que a Tailândia os empurrou até o fim antes de passar por 25-23, 22-25, 26-28, 25-2. 3 . , 15-11.

O Grupo F, do PalaCatania, também terá uma luta onde o vencedor leva tudo, com Itália e Holanda se enfrentando por uma vaga nas Olimpíadas.

A Itália derrotou a Bélgica por 25-17, 25-17, 25-16, enquanto os holandeses foram bons demais para o Quênia, vencendo por 25-17, 25-10, 25-10.

Os seis vencedores do grupo juntam-se ao anfitrião Japão em Tóquio 2020, com as outras cinco vagas ocupadas pelas eliminatórias continentais realizadas em janeiro.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *