Brasil teme o coronavírus muito mais que efeitos econômicos, indicam pesquisas

JBr.

Os brasileiros têm mais medo de serem infectados pelo coronavírus ou de terem um membro da família infectado do que da crise econômica resultante da pandemia. Isso é mostrado em uma pesquisa realizada pelo QualiBest Institute, uma empresa de pesquisa de mercado, que entrevistou cerca de 2.000 pessoas em dois períodos em março, usando uma plataforma digital.

Segundo a pesquisa, 73% dos entrevistados afirmam que o maior medo da pandemia é ter ou infectar alguém da família.

O segundo medo mais mencionado, por 63% das pessoas, é que o sistema de saúde do país não é suficiente para atender todos os pacientes.

A preocupação com a crise econômica aparece em terceiro lugar, mencionada por 35% dos entrevistados.

“Os dados mostram que a população está realmente preocupada com a própria vida. A questão é muito mais sobre a sobrevivência no momento, se você ficar doente e como será sua vida diária quando a doença crescer no Brasil ”, diz Daniela Malouf, CEO da QualiBest.

A investigação foi realizada em dois momentos. No primeiro, 1.098 pessoas foram ouvidas entre 10 e 11 de março. Mais tarde, outras 1.005 pessoas foram entrevistadas entre 20 e 21 de março.

Para fazer a pesquisa, o instituto envia questionários para sua própria base de 250.000 pessoas registradas. Antes, filtra quem participará da pesquisa, para que a amostra seja semelhante ao perfil da população brasileira.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.