Bremer destaca influência de Chiellini e Bonucci como novo garoto da Juventus mira a seleção do Brasil para a Copa do Mundo

Gleison Bremer revelou que os grandes nomes da Juventus, Giorgio Chiellini e Leonardo Bonucci, têm sido fontes inestimáveis ​​de conselhos desde que se juntou aos bianconeri, enquanto buscava um lugar na seleção brasileira para a Copa do Mundo no Catar.

Tendo sido nomeado o Defensor do Ano da Série A 2021-22 enquanto estava no Torino, Bremer se juntou à Juve em uma transferência de € 40 milhões depois que Matthijs de Ligt foi vendido ao Bayern de Munique no mês passado.

Bremer liderou todas as cinco principais ligas da Europa em interceptações na última temporada (105), além de fazer mais roubadas de bola (284) e vencer mais duelos aéreos (132) do que qualquer outro jogador da Série A.

O brasileiro pegou a camisa número três de Chiellini depois que ele partiu para o Los Angeles FC e está fazendo o possível para aprender com ele e o atual capitão da Juve, Bonucci, enquanto os bianconeri buscam o primeiro título da Série A de 2019-20.

“Falei com Giorgio Chiellini, ele tem sido um dos melhores defensores italianos”, disse Bremer em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

“Ele me disse que eu poderia levar sua camisa número três, então segui sua sugestão.

“Desde que cheguei, procurei conselhos de Leonardo Bonucci e, como capitão, ele certamente tem me ajudado.

“Estamos concentrados em começar a temporada forte contra o Sassuolo na segunda-feira. Este ano estamos todos focados em colocar o clube de volta nos trilhos. Queremos vencer na Juventus, este é um clube onde posso disputar títulos importantes”.

“É um clube que aspira a vencer, estar no topo, então foi a coisa certa se juntar à Juve.

“Estar na Juve significa apostar alto. Queremos ir bem na Liga dos Campeões, mas primeiro temos de nos concentrar na Serie A”.

Apesar de suas atuações atraentes na Itália, Bremer ainda não recebeu uma convocação do Brasil, que busca encerrar uma espera de 20 anos para triunfar na Copa do Mundo no Catar no final deste ano.

Como o jogador de 25 anos destacou o papel desempenhado pelos compatriotas Danilo e Alex Sandro ao aconselhá-lo a ingressar na Juve, ele apostou em fazer uma oferta tardia pela Seleção para o torneio.

“Não vai ser fácil aqui porque não é fácil jogar na Juventus, mas eu sabia que havia brasileiros aqui e isso me ajudou a tomar uma decisão”, acrescentou.

“Falei com Danilo e Alex Sandro e eles me ajudaram a tomar uma decisão e me ajudaram a me estabelecer imediatamente.

“Além disso, jogar pela Juventus me ajudará a mirar na Copa do Mundo.”

A Juventus inicia sua temporada 2022-23 na Série A em casa contra o Sassuolo na segunda-feira.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.