Cade pede à Cielo e ao Facebook que detalhem a estrutura de pagamento dos pagamentos pelo WhatsApp – Money Times

Mas o presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse que o design do negócio tem uma estrutura de custos que desencoraja mais compradores (Imagem: REUTERS / Dado Ruvic)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) Perguntou Céu (CIEL3) e em Facebook (pensão completa) esclarecimentos sobre um sistema de pagamento através de Whatsapp lançado domesticamente em junho, mas depois bloqueado por Banco Central, incluindo detalhes da remuneração esperada para cada uma das partes.

Em um documento da Reuters em 23 de julho, o Cade pediu à O negócio responda a perguntas antes de 10 de agosto.

A agência da concorrência solicitou detalhes sobre a “remuneração esperada para cada parte do contrato investigado, especificando o objetivo e a base econômica da estrutura de cada remuneração e taxa”.

Em princípio, o sistema de pagamento do WhatsApp estaria isento de taxas para transferências entre indivíduos, mas os proprietários das lojas pagariam uma taxa de 4% por transação.

Entre os 12 pontos que devem ser respondidos pelas empresas, está a apresentação de razões que “justificam que a forma de remuneração e a estrutura operacional que a associação deve implementar não podem impedir ou desencorajar a prestação de serviços de credenciamento e a captura de transações por credores. Concorrentes do Céu para o Facebook (WhatsApp) “.

O Cade também pediu que relatassem se a solução de pagamento do WhatsApp funcionaria como facilitador ou subcrédito de pagamento.

No final de junho, o município retirou uma medida cautelar que impedia um acordo para a criação do sistema de pagamentos, mas que continuaria com a investigação da associação.

O BC, por outro lado, bloqueou a operação do sistema devido a problemas relacionados à bandeira. Visto (VISA34) e MasterCard (MSCD34) e analise a solicitação de operação do WhatsApp.

Originalmente, a idéia do Facebook era oferecer pagamentos através de cartões com essas bandeiras, incluindo transferências entre usuários, através de comandos simples no aplicativo de mensagens.

Cielo, líder de mercado no país, seria o processador de pagamentos e Banco do Brasil, Nubank mim Sicredi eles seriam seus outros parceiros.

No documento, o Cade solicitou esclarecer se apenas os usuários com contas nessas instituições financeiras teriam acesso ao novo método de pagamento e como foi realizado o processo de escolha dos bancos e da Cielo para lançar a solução.

Tanto o WhatsApp quanto a Cielo disseram que não há cláusula de exclusividade no acordo.

Mas o presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse que o design do negócio tem uma estrutura de custos que desencoraja mais compradores.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *