Câmara do Interior notifica Flordelis sobre ação que pode levar à perda do mandato | Política

A Corregedoria da Câmara dos Deputados notificou nesta quarta-feira (9) o Sra. Flordelis (PSD-RJ) sobre o processo a que responde por quebra de decoro parlamentar e que pode levar à perda do mandato.

Flordelis recebeu a notificação em seu departamento funcional, em Brasília, do magistrado deputado Paulo Bengston (PTB-PA). Ele teve que comparecer pessoalmente depois que o deputado não compareceu à Câmara dos Assuntos Internos da Câmara, conforme combinado.

Em entrevista após ser notificado, Flordelis negou qualquer descompasso e disse que recebeu o corregedor em sua casa porque está trabalhando, e que ainda participará do plenário na quarta-feira.

“Quero o mais rápido possível poder provar minha inocência. Estou lutando por isso, estou em Brasília para provar minha inocência. Não tenho do que fugir, não tenho nada a temer, não tenho nada a esconder”, disse. .

De acordo com o estatuto, a parlamentar terá cinco dias úteis para apresentar sua defesa.

Câmara notifica Sra. Flordelis, do PSD, hoje para o processo de cassação

“Nessa conversa, ela contou sua versão. Com muita calma, conversamos sobre o processo, reafirmei a garantia da defesa, e assim foi. Uma conversa muito pacífica ”, disse o deputado Paulo Bengston aos jornalistas após fazer a notificação.

“Explicamos as datas que tem, tudo o que vai acontecer a partir de agora a partir da notificação. Foi uma conversa instrutiva “, acrescentou.

Tentativas de notificação

A Corregedoria já havia feito duas tentativas de notificação na semana passada, no gabinete e na seção funcional da deputada em Brasília, mas não a encontraram.

A pedido do deputado, a Corregedoria também procedeu a uma audiência preliminar com o parlamentar. O procedimento, porém, não conta como entrega formal de defesa do deputado.

O magistrado da Câmara, deputado Paulo Bengston (PTB-PA), disse que o prazo para a defesa começa nesta quinta-feira (10). Por regulamento, uma vez apresentada a defesa, você terá 45 dias úteis para enviar seu parecer ao Conselho de Administração da Câmara (ver abaixo)

“Acho que esse prazo vai ser menor, estamos estimando, em um grupo de trabalho que estamos fazendo na Corregedoria, que em no máximo 15 dias, esse parecer estará pronto e, assim, o caso vai continuar para a comissão e o conselho de ética “. Bengston disse.

Flordelis, porém, tem imunidade parlamentar e só pode ser preso in loco por crime hediondo ou quando houver sentença definitiva por perda do mandato.

Outra forma é a perda do mandato por descumprimento de decoro parlamentar, que deve ser aprovado por Conselho de Ética e depois, por maioria absoluta no plenário da Câmara.

Pela Constituição, o deputado ou senador que tiver procedimento “declarado incompatível com o decoro parlamentar” terá seu mandato cassado.

Essas denúncias são analisadas pelo Conselho de Ética da Câmara, que decide se o mandato é perdido ou não. Em seguida, o processo segue para o Plenário da Câmara, que precisa de maioria absoluta (ou seja, mínimo de 257 votos) para definir a extinção ou continuação do mandato.

Caso Flordelis: mais quatro pessoas podem ter participado do assassinato de um pastor

Caso Flordelis: mais quatro pessoas podem ter participado do assassinato de um pastor

No entanto, apenas os partidos com representação no Congresso ou na Diretoria podem solicitar a revogação de um mandato diretamente ao conselho.

No caso de Flordelis, o pedido foi feito pelo deputado Leo Motta (PSL-MG), o que torna o processo mais lento. Antes que a solicitação chegue ao Conselho de Ética, cabe à Corregedoria da Câmara realizar uma análise preliminar, que será encaminhada à Diretoria da Câmara.

O Conselho de Ética da Câmara está detido desde o início da pandemia, assim como os outros comitês da Câmara.

Na quarta-feira (9), porém, deve ser votado um projeto de resolução que permite o funcionamento remoto de alguns órgãos colegiados, entre eles o Conselho de Ética.

MORTE DO PASTOR ANDERSON, MARIDO DE FLORDELIS

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *