Casa Branca autoriza Biden a receber relatórios de inteligência enviados ao presidente dos EUA, afirma agência | Mundo

O presidente eleito da Estados Unidos, Joe Biden, estar receber relatórios de inteligência que são enviados para Donald Trump, derrotado na tentativa de ser reeleito. A decisão foi tomada pela Casa Branca, informou a Reuters e a Associated Press na terça-feira.

Esses relatórios para o presidente incluem informações confidenciais sobre a segurança nacional e ameaças à paz nos Estados Unidos e no mundo.

Mesmo com a recusa do republicano em admitir derrota na eleição presidencial, o escritório do governo dos EUA responsável pela transição anunciou na segunda-feira que começaria transferência de documentos para a equipe Biden. A página oficial do time democrata recebeu inclusive o direito de usar .gov, o que indica essa oficialização.

Biden formaliza nomeações para o futuro governo dos EUA.

Também nesta terça-feira, o Secretário de Saúde e Serviços Humanos, Alex Azar, admitiu que a agência está trabalhando para enviar relatórios ao novo governo e prometeu um transição “profissional, cooperativa e colaborativa”.

Recentemente, Médicos americanos criticaram a insistência do governo Trump em não transmitir dados da Covid-19 para a equipe de Biden em meio a um ressurgimento do coronavírus Nenhum país.

Falando esta tarde, o presidente eleito anunciou formalmente o nomes do seu escritório governamentalO que você toma inauguração em 20 de janeiro. “Juntos, esses servidores públicos irão devolver a América ao mundo e sua liderança moral e global”, disse Biden.

“É uma equipe que reflete o fato de os Estados Unidos estarem de volta, prontos para liderar o mundo, e não se retirar dele”, acrescentou o presidente eleito.

Presidente dos EUA, Donald Trump, deixa a Casa Branca neste domingo (22) – Foto: Jacquelyn Martin / AP Foto

Geralmente, a transição começa assim que o candidato derrotado parabeniza o vencedor de acordo com os dados da pesquisa coletados pela imprensa. Era assim quando Trump foi eleitoem 2016.

No entanto, neste ano, o presidente derrotado insiste na tese de que foi vítima de fraude, mas não há denúncias e a seleção republicana acumula prejuízos na Justiça.

Essa terça-feira, mais dois estados-chave oficializaram a vitória de Biden: Pensilvânia mim Nevada, que juntos somam 26 votos no Colégio Eleitoral. Para triagens das seções eleitorais, Biden terá 306 delegados contra 232 de Trump.

Outros estados-chave que já certificaram a vitória do democrata foram Michigan, com 10 votos no Colégio Eleitoral, e o Georgia, com 16. Neste último estado, Biden teve vitória declarada após recontagem manual dos votos.

VÍDEOS: Eleições dos EUA em 2020

BIDEN ELEITO PRESIDENTE DOS EUA

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *