Casas de madeira amigas do ambiente: como instalar?

 

A escolha de uma casa de madeira para desfrutar do seu tempo livre é uma decisão amiga do ambiente. No entanto, sabia que algumas das casas de madeira podem ser mais amigas do ambiente do que outras? A verdade é que não existem soluções demasiado ecológicas, nem demasiadamente boas para o nosso bem-estar.

Neste artigo, decidimos partilhar algumas ideias que farão com que as casas de madeira modernas sejam ainda mais amigas do ambiente.

Isolamento ecológico das casas de madeira

Mesmo tendo cuidados com a proteção do ambiente e decidindo construir uma casa de madeira, podemos esquecer-nos que o material de isolamento usado pode ser importante para a ecologia.

Em termos de isolamento de alta qualidade, materiais como o poliéster ou a lã de pedra podem ser substituídos por lã ecológica, um material de isolamento térmico de fibra de celulose. É importante mencionar que esta é uma excelente solução para isolar as casas de madeira, e não é apenas uma escolha ecológica. A lã ecológica tem propriedades próximas da madeira, pelo que o material reage às mudanças de temperatura da mesma forma que a madeira. Por esta razão, não existe nenhuma lacuna entre a parede e o material de isolamento — a casa consegue, em simultâneo, respirar e manter-se quente.

A lã ecológica também se caracteriza pela sua granulometria, que, ao isolar as paredes de das casas de madeira, permite preencher todas as suas irregularidades e fissuras, garantindo um isolamento térmico máximo. Salientamos ainda o isolamento acústico deste material, que também é máximo. As casas de madeira isoladas com este material ficam protegidas contra bolor e fungos. Assim, as construções de madeira conseguem manter-se em perfeitas condições por muitos anos.

Decoração ecológica das casas de madeira

O acabamento das casas de madeira é a segunda área onde se pode recorrer a muitas soluções amigas do ambiente. Uma delas é escolher uma decoração exterior e interior da casa mais natural, em detrimento de materiais sintéticos. Esta escolha mantém a aparência natural da casa e também preserva as melhores propriedades técnicas da madeira enquanto material de construção.

A decisão de optar por uma decoração exterior com recurso à madeira natural não significa que esta não necessite de cuidados especiais. Tal como outros materiais naturais, a madeira pode ser um excelente meio para o desenvolvimento de bolor, míldio ou podridão, e pode ser afetada por uma variedade de fatores externos. Por estas razões, tanto a fachada como a madeira exterior das casas de madeira devem ser protegidas, com recurso a produtos profissionais.

Para assegurar a proteção contra fatores externos nocivos, a madeira deve ser revestida com um acabamento transparente ou opaco. No caso de uma superfície lisa é melhor escolher um revestimento transparente. Para a proteção das casas de madeira também é possível utilizar um impregnante que vai proteger contra a podridão, nódoas negras e fungos.

Vale a pena notar que, dependendo das condições climáticas da região, o acabamento deve ser renovado de tempos a tempos. O lado norte da casa pode permanecer inalterado por mais de uma década, e o acabamento no lado sul (constantemente aquecido pelo sol) pode precisar de ser renovado em alguns anos. Os vernizes escurecidos ou as tintas opacas têm uma durabilidade superior ao revestimento transparente. A utilização adequada e atempada de equipamento de proteção ajuda as casas de madeira manterem-se em bom estado por muito tempo e assim servir as suas necessidades a longo prazo.

Fontes de energia renováveis

Quaisquer que sejam os materiais de construção ou decoração que se escolha para as casas de madeira, a construção é feita uma vez e pretende-se utilizar a casa por muitos anos. No entanto, quando se trata de eletricidade, precisamos desta constantemente. Por conseguinte, se quiser que as casas de madeira sejam verdadeiramente amigas do ambiente, recomendamos a instalação de fontes de eletricidade renováveis, que, graças à tecnologia, podem ser construídas de várias formas.

Podemos considerar que a energia solar seja a fonte de eletricidade mais renovável. Um painel solar pode ser uma excelente forma de poupar eletricidade, em zonas ensolaradas ou quando, por alguma razão, não se quer estar ligado à rede elétrica comum. Os painéis solares equipados também ajudam a reduzir as contas de eletricidade e, em alguns casos, até se consegue ganhar dinheiro com a energia produzida em excesso.

É importante mencionar que a energia solar pode ser armazenada em baterias especiais, que também podem ser combinadas com outros sistemas de armazenamento de energia. Estas tecnologias funcionam bem em conjunto. Um dos sistemas que pode ser usado com facilidade em conjunto com os painéis solares são as turbinas de vento.

As turbinas de vento são uma das fontes de energia naturais mais utilizadas em propriedades rurais. São especialmente populares nas zonas rurais ou em áreas mais amplas, onde o vento é, normalmente, mais forte em qualquer altura do ano. As turbinas de vento podem ser utilizadas quase sempre, bastando haver vento. É importante mencionar que estas fontes de energia também são conhecidas por serem fontes de energia extremamente limpas, renováveis e com baixos custos operacionais. Esta é uma excelente escolha para áreas vazias de terreno, mesmo que não esteja a planear a construção de casas de madeira em breve.

Ainda que a energia solar seja, normalmente, identificada como a alternativa mais amiga do ambiente, a energia eólica é uma excelente opção para quem vive em zonas extremamente ventosas. Basta um pequeno conhecimento da terra e de baterias para armazenar a eletricidade produzida por uma turbina de vento. Pode comprar e instalar uma turbina de vento por cerca de 700 euros. Ainda que as fontes de energia renováveis instaladas dessa forma sejam, provavelmente, da classe média, irão certamente satisfazer a maior parte das suas necessidades.

Uma terceira opção, mas não menos eficiente, para as fontes de energia renováveis é o recurso a uma microcentral hidrelétrica, que normalmente também é combinada com outros mecanismos de energia renovável. Quer seja a partir de um riacho pequeno ou de um rio maior, os pequenos sistemas hidroelétricos podem gerar eletricidade suficiente para todos os aparelhos elétricos e iluminação das casas de madeira. Por conseguinte, a possibilidade de instalar esta fonte de energia alternativa deve ser considerada, se houver pelo menos uma fonte de água corrente perto da sua casa. Tais fontes de energia renováveis requerem uma turbina, bomba ou roda de água, para converter a força criada pela água corrente em energia rotativa e depois em eletricidade.

É importante mencionar que uma central hidroelétrica rentável pode produzir mais eletricidade do que a necessária para utilizar aparelhos elétricos e para iluminar a sua casa, pelo que também pode utilizar o excesso para o aquecimento da casa e da água. Pode ser considerada uma fonte de eletricidade muito fiável, pois pode gerar eletricidade 24 horas, produzindo mais do que a quantidade de energia de que necessita.

Assim, se viver numa zona rural, onde não tem acesso à rede elétrica, ou se viver num subúrbio e pretenda apenas reduzir as suas contas mensais, as energias renováveis são uma excelente solução.

Aquecimento amigo do ambiente

Ainda que as casas de madeira possam ser aquecidas de várias formas, atualmente é muito frequente a procura de casas de madeira que conseguem fornecer aquecimento solar passivo. Isto significa que as casas de madeira são especialmente desenvolvidas para armazenar calor solar de forma natural. O aquecimento solar passivo pode ser perfeitamente combinado com outras fontes de energia renovável.

É importante mencionar que a conceção adequada do aquecimento passivo, combinado com um isolamento de alta qualidade, pode poupar até 50% de energia térmica. Como a palavra “passivo” sugere em si mesma, não há praticamente nada a fazer ao projetar este tipo de casa. No entanto, há um erro comum ao tentar aquecer passivamente uma casa de madeira — a sombra não é tida em conta. Se o arrefecimento natural não for tido em conta, a casa também pode sobreaquecer no verão.

Outra alternativa de aquecimento ecológico é o aquecimento com biomassa. Podemos chamar-lhe qualquer forma de resíduos de madeira, queimada para produzir calor. O termo biomassa inclui troncos, resíduos, aparas e pellets de madeira. É verdade que, embora alguma energia seja utilizada para processar e transportar estes produtos, as emissões de carbono são muito baixas e a madeira é replantada.

Para quem está hesitante sobre se tal solução de aquecimento poderia ser uma boa solução para casas de madeira, deve saber que é completamente segura! A lareira proporciona aconchego e também permite o aquecimento eficiente das instalações, pelo que não são necessárias fontes de energia alternativas para aquecimento e essas podem ser utilizadas para outros fins. Os sistemas de peletização são mais populares nas instalações domésticas, por o combustível ser automaticamente fornecido para a caldeira. Esta fonte de energia produz muito pouca cinza, pelo que não é necessário esvaziá-la com muita frequência.

Isolamento térmico de qualidade

Qualquer que seja a qualidade e o método de aquecimento ecológico que escolher, as casas de madeira modernas mais amigas do ambiente são aquelas que precisam do mínimo de aquecimento. A energia térmica de longa duração das casas de madeira também irá ajudar a reduzir significativamente as contas de aquecimento.

Neste caso, vale a pena notar o facto de que as paredes mal isoladas das casas de madeira não são o único ponto através do qual as casas tendem a dar o calor. Estima-se que 25% do calor perde-se através das janelas e portas.

A opção mais popular para se conseguir o mais alto isolamento térmico é a utilização de janelas de PVC e porta de alta qualidade. Contudo, para manter a autenticidade e o estilo de uma casa de madeira, é possível aumentar o isolamento térmico de outras formas.

No caso de janelas de madeira que não estão em bom estado, pode considerar-se a troca dos seus vidros para outros mais espessos.

Outra opção é a aplicação de um selante especial nos locais onde o vidro é fixado à moldura da janela, e se necessário, a fita de moldura de vidro pode ser substituída. Desde que a temperatura exterior não seja inferior a zero, também pode ser aplicada uma fita isolante especial, ao longo de todo o perímetro dos caixilhos. Rachaduras nas armações das janelas, visíveis a olho nu, devem ser cobertas com lã de algodão, aparas interiores, ou outros materiais de isolamento.

No que respeita às portas, deve ser dada especial atenção às portas exteriores e também a outras que conduzam a zonas frias ou corredores. Se for confrontado com uma situação em que o ar frio entra na sala através do fundo da porta, pode colocar escovas especiais no fundo.

 

 

You May Also Like

About the Author: Manoel Menezes

"Analista hardcore. Viciado em Twitter. Comunicador. Jogador sutilmente encantador. Fã de bacon. Fanático por álcool irritantemente humilde."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.