Cientista brasileiro de vacinas contra COVID-19 fala sobre imunização em 2020 no ‘Caldeirão’ | Quem quer ser milionário?

Gustavo cabral enfrentou o desafio de Quem quer ser milionário? neste sábado, 22/08, e ganhei o prêmio de R $ 50 mil no Caldeirão de Huck, Mas avance para um desafio ainda maior! Cientista e pesquisador, o baiano de Tucano é o líder da equipe que desenvolve a “vacina brasileira” contra o coronavírus com tecnologia da Universidade de Oxford, na Inglaterra. E com tal desafiante na frente, Luciano Huck fez a pergunta para a qual todos querem saber a resposta: “Quando nós, cidadãos normais, teremos acesso a uma vacina capaz de imunizar contra COVID-19?”

“Na minha opinião, este ano, se você seguir todos os padrões, é praticamente impossível”, respondeu Gustavo.

“Quando a pessoa imagina ter vacina, tem que imunizar, tem que proteger, mas não pode causar mal. Então, pela experiência que tenho tido com vacinas todos esses anos, eu digo: olha, para este ano, para o cidadão comum é praticamente impossível ”

Gustavo Cabral, pesquisador de vacinas da Covid-19, testa seus conhecimentos no desafio ‘Quem quer ser milionário’ – Foto: Globo

O cientista deu mais detalhes sobre o andamento das pesquisas desenvolvidas na USP:

“Para a gente ter a vacina licenciada, existe essa fase 3, que é o estudo clínico. É uma das fases mais críticas porque usamos milhares de pessoas. […] Você tem que entender que as vacinas vão ser aplicáveis ​​e você tem que ter duas situações que tem que seguir prontamente: tem que ser aleatório, como acontece aqui, aleatório, e tem que ser duplo cego, nem o médico nem o paciente tem que saber o que você está levando, porque não há interferência humana ou problema de negócios. Em seguida, outro grupo irá coletar esses dados e analisá-los. ”

Gustavo reforçou que os pesquisadores estão desenvolvendo tudo o mais rápido possível, mas o tempo mínimo ideal para acompanhar os pacientes avaliados é de um ano.

Gustavo Cabral testa conhecimentos em ‘Quem quer ser milionário?’

“Por exemplo, os Estados Unidos já aceitam a licença da vacina se ela obtiver 50% de proteção. Apenas 50% significa que você pode estar protegido e eu não posso, ou seja, posso espalhar o vírus ainda mais”.

Deixando um pouco de lado o lado científico, o humilde pesquisador da infância baiana, que acreditou no poder transformador da educação e hoje é formado em Ciências Biológicas com mestrado pela UFBA, doutorado pela USP, doutorado em Portugal e pós-doutorado em Oxford e na Suíça, tenha fé que a vacina vai sair!

“Espero ter uma vacina que seja 100% eficiente o mais rápido possível”

Gustavo Cabral é brasileiro e integra a equipe de pesquisadores internacionais da vacina Covid-19. O cientista contou sua história no ‘Caldeirão’ – Foto: Globo

Veja todos os vídeos do Caldeirão no sábado, 22/08:

📌 A mistura do Caldeirão está nas redes sociais!

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *