Cientistas descobrem transmissão do Covid-19 de mãe para bebê através da placenta 15/07/2020

Alphabet doará mais de US $ 800 milhões para ações de combate ao Covid-19 - 27/03/2020
Central Newsroom, 15 de julho (EFE) .- Desde o início da nova pandemia de coronavírus, houve casos de transmissão da doença de mães para recém-nascidos, acredita-se que poucos e a maioria seja por contato ambiental, Mas agora, uma equipe de cientistas documenta uma possível infecção de uma jovem mãe para seu bebê através da placenta.

Os resultados foram publicados na revista “Nature Communications”, em artigo assinado por pesquisadores do hospital Antoine Béclère em Clamart, França, onde afirmam que, apesar desses primeiros resultados, são necessários mais estudos para confirmá-los.

Os pesquisadores, liderados por Daniele De Luca, observam que estudos anteriores sugeriram que a transmissão perinatal (o período imediatamente antes e após o nascimento) do Covid-19 pode ocorrer, mas não está claro se ocorre através da placenta, do colo do útero. ou como resultado da exposição ambiental.

Neste artigo, De Luca e colegas apresentam os resultados de um caso que sugere que a transmissão transplacentária do coronavírus pode ser possível.

Os autores descrevem que uma mulher grávida de 23 anos foi hospitalizada com febre e tosse grave, e vários testes confirmaram a presença de genes relacionados ao Covid-19 (a mãe foi infectada no último trimestre da gravidez).

Uma hora após o parto cesáreo, o bebê foi examinado e novamente 3 e 18 dias depois, quando foi positivo para os mesmos genes da mãe relacionados ao coronavírus; o sangue do recém-nascido e a lavagem broncoalveolar também foram positivos.

Os autores observaram que a criança apresentava sintomas neurológicos associados à infecção por coronavírus causadora do Covid-19, semelhantes aos relatados em pacientes adultos.

A análise de neuroimagem indicou lesão da substância branca, especulada pelos autores, que pode ser causada por inflamação vascular induzida pela infecção por SARS-CoV-2.

Nenhuma outra infecção viral ou bacteriana foi encontrada e todos os outros distúrbios neonatais potencialmente causadores desses sintomas clínicos foram excluídos.

Os investigadores confirmam que a mãe e o filho se recuperaram da infecção e foram liberados do hospital.

De Luca e sua equipe também mediram cargas virais mais altas na placenta do que no líquido amniótico e no sangue materno, sugerindo que o Covid-19 poderia se replicar ativamente nas células da placenta e causar viremia neonatal.

Isso é consistente com os níveis de inflamação observados no exame histológico da placenta, observam os autores.

Ao confirmar a presença do novo coronavírus no tecido placentário e no sangue materno e neonatal, os cientistas concluem que a transmissão de mãe para bebê provavelmente ocorreu através da placenta.

No entanto, dizem os responsáveis ​​por este estudo, mais pesquisas serão necessárias para confirmar esses resultados. EFE

ngg / phg

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.