Com gol sem gols no final, França vence e rebaixa a Suécia na Liga das Nações | Liga das Nações

Primeira equipe classificada para a Final Four, reta decisiva da Liga das Nações, a França venceu a Suécia por 4 a 2 nesta terça-feira, no Stade de France, pelo sexto dia, com gols de Giroud (dois), Pavard e Coman que marcou na prorrogação com um gol vazio depois que o goleiro Olsen atirou na área rival que tentou empatar. A seleção francesa terminou a fase de grupos invicta e com a melhor campanha da competição: cinco vitórias e um empate.

Giroud comemora com Griezmann um de seus dois gols na vitória da França sobre a Suécia – Foto: REUTERS / Gonzalo Fuentes

O resultado custou o rebaixamento da Suécia para a Liga B na próxima temporada. A seleção nórdica terminou em último lugar no grupo 3, com apenas três pontos, empatado com o Croácia, que perdeu para Portugal por 3-2 – Os croatas garantiram o terceiro lugar no saldo de gols.

A França terminou na primeira colocação, com 16 pontos em 18 possíveis, melhor desempenho entre as 16 seleções da divisão de elite da Liga das Nações. Apenas o País de Gales na Liga B e a Eslovênia na Liga C podem igualar o placar da França: as duas seleções jogam na quarta-feira, no encerramento da fase de grupos.

O vice-campeão do Final Four é o Espanha, que marcou uma vitória histórica de 6 a 0 na Alemanha na terça-feira e garantiu o primeiro lugar do grupo 4, com 11 pontos. Cinco países vão disputar na quarta-feira as outras duas vagas da fase final: Itália, Holanda e Polônia no grupo 1, Bélgica e Dinamarca no grupo 2. A fase decisiva será disputada apenas em outubro de 2021.

+ Consulte a tabela completa da Liga das Nações 2020/21

No Stade de France, a Suécia saiu na frente aos quatro minutos, com um gol de Viktor Claesson, que aproveitou um corte ruim de Pogba, dividiu a marca e chutou com um desvio nas costas, no goleiro Lloris.

Em seu terceiro jogo pela seleção francesa, o atacante Marcus Thuram fez os dois gols da volta, ainda no primeiro tempo. Aos 16, recebeu da esquerda e cruzou para Giroud bater primeiro. E, aos 36, Thuram fez uma bela jogada individual na área, entre três marcadores, e chutou bloqueado, mas a bola foi liberada para Pavard marcar em um chute cruzado.

Retornando de lesão, Mbappé substituiu Thuram no início do segundo tempo e aos 13 minutos cruzou o Giroud para aumentar a vantagem. Segundo maior artilheiro da história da seleção francesa, Giroud chegou a 44 gols e é sete dos 51 gols de Thierry Henry.

Aos 42, Qualon aproveitou cruzamento da esquerda e descontou para a Suécia, que precisava do empate para evitar o rebaixamento. Aos 49, com falta do meio-campista direito, o goleiro sueco Robin Olsen foi à área da França para ajudar no ataque, mas o centro saiu fraco e a França saiu no contra-ataque com Coman, que cruzou a linha do meio-campo. e chutou a rede vazia, fechando o placar.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *