Com grande atuação no primeiro tempo, RB Leipzig se classifica e elimina o Manchester United

E a Alemanha continua na Champions League. Em partida válida pela sexta rodada da Liga dos Campeões da UEFA, o RB Leipzig recebeu o Manchester United na Red Bull Arena. Como o grupo estava muito confuso, com três times marcando 9 pontos, a vitória qualificaria qualquer um dos times.

E o RB Leipzig saiu com a qualificação em mãos, pelo segundo ano consecutivo. A equipe de Julian Nagelsmann abriu 2 a 0 no primeiro tempo, com Angeliño e Haidara, e aumentou para 3 no segundo tempo, com Kluivert. O United tentou reagir, com Bruno Fernandes e Pogba, mas não foi o suficiente para evitar a eliminação.

Layout tático

Do lado da casa, Julian Nagelsmann fez algumas alterações na equipe titular, iniciando a partida com uma finalização em 3-4-2-1 para Gladbach. Com Gulásci na baliza, Konaté, Mukiele e Orbán formaram a defesa. No meio-campo, Angeliño, Kampl, Sabitzer e Haidara trabalharam mais para trás, junto com a defesa, enquanto Fosberg e Nkunku criaram jogadas para fornecer Dani Olmo no ataque.

Querendo ficar à frente do grupo H, Solskjaer montou um United muito semelhante em 3-4-1-2. Com De Gea na baliza, Harry Maguire, Lindelöf e Luke Shaw fizeram a linha de defesa. No meio-campo, Wan-Bissaka, McTominay, Matic e Alex Tellez ficaram para trás, enquanto Bruno Fernandes atuou como meio-campista ofensivo, ajudando Greenwood e Rashford no ataque.

Em um primeiro tempo de grande gente, RB Leipzig consegue a qualificação e elimina o Manchester United

O Grupo H é um daqueles que não tiveram as vagas definidas. O United precisava vencer para garantir a liderança, mas se perdesse e o PSG ganhasse fora de casa, perderia a vaga e permaneceria na Liga Europa. E desde o início da partida, o RB mostrou quem mandava no Red Bull Arena.

Logo no primeiro minuto, Angeliño abriu o placar após uma reversão de Sabitzer e o espanhol, que estava livre na área, chutou o centro primeiro. Os primeiros minutos de jogo mostraram o Manchester sem tocar na bola. Não porque eu não quisesse, mas porque Leipzig não permitiu. A primeira grande oportunidade do United surgiu aos 8 minutos, com Greenwood acelerando pela direita e chutando o goleiro Gulácsi. No entanto, RB reagiu rapidamente à oportunidade dos visitantes.

Aos 12 ‘, Haidara aumentou o placar. A jogada começa com ele, passa por Sabitzer e Angeliño e termina com Haidara, que aparece livre na área para atirar primeiro. Aos 16 ‘, quase o terceiro da seleção alemã, em mais uma aposta perfeita de Angeliño, que cruza pelo Fosberg, mas perde o camisa 10.

Aos 29 ‘chegou o terceiro gol. Konaté, em posição legal, cabeceou no poste esquerdo e a bola ficou para Orbán marcar por cima da linha. No entanto, o golo foi anulado pelo impedimento do húngaro. O Manchester só reapareceu no ataque aos 32 ‘, com Rashford recuperando a bola e chutando forte. Mas Orbán esticou e bloqueou a finalização.

Os números do primeiro tempo mostram que, apesar do equilíbrio na posse de bola, o Leipzig foi muito mais preciso nas suas apresentações, principalmente convertendo oportunidades em golos. Os touros chutaram seis vezes, três delas no gol de De Gea. Os visitantes, por outro lado, acertaram apenas um dos cinco remates à baliza de Gulascí.

O segundo tempo trouxe um Manchester United diferente do primeiro. Podendo pressionar, o que não fez nos primeiros 45 minutos, a equipa inglesa esteve mais no ataque. Porém, problemas começaram a aparecer no ataque, já que a bola sempre acertava a defesa dos touros.

Mesmo com o United melhor, empurrando mais forte, o RB Leipzig acertou o terceiro gol. Após o erro de Maguire ao não cortar a bola, ele abriu o jogo para Kluivert aos 23 minutos.

Aos 33 anos, o jogo começou a querer mudar de rumo. Konaté e Greenwood chocam-se com a área e o árbitro marca um pênalti para o Manchester. Bruno Fernandes reduziu o placar para 3 a 1. Pouco depois, aos 37, Paul Pogba sobe mais que os demais dentro da área e cabeceia. A bola ainda atinge Maguire e Konaté antes de entrar no gol.

Aos 37 do segundo tempo, o Manchester United teve apenas um gol da marca nas oitavas de final. No mesmo jogo que o RB Leipzig fez 2 a 0 em menos de 20 minutos, saiu de campo para intervalo com chances de expandir para 4 a 0, chegando ao terceiro gol no início do segundo tempo, o United conseguiu atear fogo a menos cinco minutos.

O Manchester United até tentou chegar ao terceiro gol, com Greenwood e Rashford, mas não foi o suficiente. A compacta organização e defesa do RB Leipzig, principalmente no segundo tempo, fez a diferença para a classificação dos touros.

Classificação

Com a vitória, o RB Leipzig passa a ser o primeiro classificado do grupo H para a fase a eliminar da Liga dos Campeões. O Manchester United se despediu da fase de grupos dos Campeões e se classificou para a Liga Europa, independente do jogo do PSG adiado.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *