Comissão do Senado retoma votação face a face e aprova 32 candidatos a representação no exterior | Política

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou nesta segunda-feira (21) os nomes de 32 indicados pelo governo para representações brasileiras no exterior.

Foram os primeira votação colegiada face a face desde março, quando reuniões foram suspensas devido à pandemia de Covid-19.

As 32 indicações aprovadas pela comissão estão agora em análise no Senado. Não há data para sua votação.

O retorno temporário das atividades presenciais é necessário para a análise de candidatos a embaixadas e agências internacionais, Tribunal Superior Militar (STM) e Conselho Nacional de Justiça (Cnj) – os dois últimos, elaborados pela Comissão de Constituição e Justiça.

De acordo com a carta do Senado, essas pesquisas devem ser secretas – que, por razões de segurança, não é possível no sistema de deliberação remota, que está em uso desde 20 de março.

A análise dos indicados na segunda-feira foi dividida em três reuniões do CRE. No primeiro, 11 foram aprovados; na segunda, mais 11; e no terceiro, os 10 restantes (veja a lista completa no final deste artigo)

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) higieniza as mãos antes de usar urna eletrônica em sistema de votação ‘drive-thru’ – Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

A maioria dos sábados dos candidatos foi realizada por videoconferência. Os membros do comitê puderam acompanhar o trabalho pessoalmente, de suas casas ou escritórios.

No entanto, para participar da votação, os parlamentares precisavam se deslocar ao Congresso. Totens de votação foram espalhados por todo o edifício. Alguns senadores votaram pelo sistema “drive-thru”, instalado na garagem do prédio.

Para diminuir as chances de disseminação do coronavírus no Senado, outras medidas foram adotadas, como restrição de acesso à sala do CRE, distância física e limpeza de objetos.

Entre os indicados aprovados estão diplomatas que ocuparão cargos importantes para negócios brasileiros no exterior. É o caso de Marcel Biato, que será o representante do Brasil na Irlanda; Rafael Vidal (Angola); Sérgio Danese (África do Sul); Reinaldo Salgado (Argentina); e Paulo Soares Pacheco (Chile).

O nome do general do Exército Gerson Menandro García de Freitas também foi aprovado para ser o embaixador do Brasil em Israel, o único analisado que não é diplomata de carreira.

Também foi aprovada a nomeação do diplomata Carlos Sobral Duarte, que será o representante permanente do Brasil junto à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), com sede em Viena, Áustria. O nome de Norberto Moretti foi aprovado para a Organização de Aviação Civil Internacional, com sede no Canadá.

Ainda nesta segunda-feira, o CRE aprovou convite ao Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para o chanceler explicar o visita a roraima do Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo.

O presidente do CRE, senador Nelsinho Trad (PSD-MS), disse que Araújo aceitou o convite e que comparecerá ao Senado na próxima quinta-feira (24), às 10h.

A visita de Pompeo foi criticada pelo prefeito, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de parlamentares e ex-ministros das Relações Exteriores do Brasil. Ernesto Araújo diz que as críticas são “infundadas”.

A aprovação do convite a Ernesto afastou-se da ameaça de obstrução dos trabalhos do CRE por senadores que se opunham à visita dos Estados Unidos.

Lista de nomeados aprovados

Veja abaixo a lista de indicados aprovados pelo CRE na segunda-feira. Os nomes ainda precisam ser analisados ​​pelo plenário principal do Senado.

  1. Rodrigo do Amaral Souza (Trinidad e Tobago);
  2. Arthur Henrique Villanova Nogueira (Zâmbia);
  3. Antonio José Maria de Souza e Silva (Filipinas);
  4. Rodrigo de Azeredo Santos (Dinamarca);
  5. Paulo Roberto de Castilhos França (Holanda);
  6. Oswaldo Biato Júnior (Geórgia);
  7. Francisco Brasil da Holanda (Kuwait);
  8. Norton Mello Rapesta (Ucrânia);
  9. Colbert Pinto Junior (Cabo Verde);
  10. Marcel Fortuna Biato (Irlanda);
  11. Carlos da Rocha Paranhos (Myanmar);
  12. Luís Villafañe Santos (Iraque);
  13. Renato Menezes (Congo);
  14. Flávio Lima Rocha Júnior (Botsuana);
  15. Bruno Luiz dos Santos Cobuccio (Senegal);
  16. Rafael de Mello Vidal (Angola);
  17. Regina Célia de Oliveira Bittencourt (Benin);
  18. José Carlos Leitão (Costa do Marfim);
  19. Ellen Ferreira de Barros (Burkina Faso);
  20. Laudemar de Aguiar Neto (Irã);
  21. Sérgio Danese (África do Sul);
  22. Gerson Menandro García de Freitas (Israel);
  23. Reinaldo de Almeida Salgado (Argentina);
  24. Paulo Roberto Soares Pacheco (Chile);
  25. Antônio Carlos de Salles Menezes (Guiné);
  26. Maurício Medeiros de Assis (Timor-Leste);
  27. José Antonio Gomes Piras (Estônia);
  28. Eduardo de Ribas Guedes (Mali);
  29. José Raphael Lopes de Azeredo (Suriname);
  30. Carlos Alberto Michaelsen, o Duque (Nepal);
  31. Norberto Moretti (Organização da Aviação Civil Internacional);
  32. Carlos Sobral Duarte (Agência Internacional de Energia Atômica).

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira Bezerra

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *