Concorrente da SpaceX perde foguetes e satélites após falha de vôo 07/07/2020

Uma das empresas que competem com a SpaceX no setor de lançamento aeroespacial, o American Rocket Lab teve, neste fim de semana, sua primeira missão fracassada. Como o foguete que levou os americanos à ISS (Estação Espacial Internacional) em maio, o lançamento do Rocket Lab foi transmitido em vídeo pela Internet. No entanto, minutos após a decolagem, o sinal de vídeo parou. Foi o primeiro indicador de que o foguete Electron havia falhado.

O lançamento deixou a Nova Zelândia no sábado (4). Electron saiu da plataforma com sucesso e tudo parecia normal: o foguete fez a transição para o segundo estágio, até seis minutos de transmissão, quando a imagem congelou. A velocidade do foguete continuou a aumentar, mas a altitude começou a diminuir depois de atingir a marca de 194,8 km do solo.

A empresa cortou a transmissão e confirmou que houve uma falha que resultou na perda do foguete e de todos os satélites destinados à órbita terrestre. Intitulada “Fotos ou não aconteceu”, a missão tirou satélites que tiravam fotos da Terra, incluindo uma da Canon japonesa, conhecida pelo público em geral por suas câmeras profissionais.

“O problema ocorreu aproximadamente quatro minutos no voo de 4 de julho e resultou na perda segura do veículo. Como resultado, as acusações realizadas pela Electron não foram entregues em órbita”, escreveu o Rocket Lab em comunicado. A empresa disse que vai investigar a anomalia em conjunto com a FAA (Federal Aviation Authority, American Anac) para identificar o que causou a falha.

Fundado em 2006, o Rocket Lab realizou sua 13ª missão neste fim de semana. Dos outros 12, apenas o primeiro, chamado “É um teste”, não funcionou; Segundo o The Verge, o objetivo de alcançar a órbita não foi atingido, embora o foguete tenha atingido o espaço e ativado seus dois estágios. Houve 11 missões de sucesso até a que deu errado neste fim de semana, atendendo clientes como a Força Aérea Americana e Darpa (Agência de Projetos de Pesquisa em Defesa Avançada).

Peter Beck, fundador e CEO da Rocket Lab, pediu desculpas pelo fracasso do Twitter. “Perdemos o vôo no final da missão. Lamento profundamente que hoje não tenhamos conseguido entregar os satélites de nossos clientes. Tenha certeza de que encontraremos o problema, o corrigiremos e voltaremos à plataforma de lançamento em breve”, escreveu ele.

Assista ao vídeo da transmissão

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *