Cooperação Econômica, Militar e Agrícola: Washington e Brasil renovam seu apoio a Lomé

(Togo First) – Os novos embaixadores dos EUA e do Brasil no Togo, Elizabeth Fitzsimmons e Nei Futuro Bitencourt, respectivamente, apresentaram suas credenciais ao chefe de Estado togolês, presidente Faure Gnassingbé, na terça-feira, 26 de abril de 2022.

Nesta ocasião, eles revisaram sua cooperação bilateral com Lomé e discutiram oportunidades de cooperação política e econômica.

Economia, boa governança e segurança: principais prioridades para os EUA

“Os Estados Unidos gostariam de apoiar o crescimento do Togo”, disse o diplomata norte-americano que considera que a cooperação com o Togo deve ser reforçada nos domínios educativo, económico, militar e político.

“Falamos sobre as parcerias profundas e fortes entre nossos dois países, tenho certeza de que fortaleceremos os laços econômicos, culturais, educacionais, militares e políticos entre nossos dois países. Espero que o Togo se torne um hub logístico e digital no Ocidente África, com o apoio dos EUA” ela adicionou.

Além dos campos econômico e de governança, o governo Biden deve reforçar seu apoio na área de segurança, diante dos problemas de segurança que atualmente assolam o Sahel e o Golfo da Guiné. O Togo, ressaltemos, anunciou recentemente que está entre os países da região que cooperarão com os EUA como parte de uma missão plurianual de prevenção de conflitos na África.

Além disso, em abril de 2021, Washington prometeu 24,7 bilhões de francos CFA ao Togo para vários projetos de desenvolvimento.

Brasil-Togo: uma cooperação voltada para agricultura e forças armadas

Por sua vez, o embaixador brasileiro destacou que entre os dois países existe “uma cooperação muito importante no setor agrícola, especialmente no algodão”. De fato, no âmbito do projeto Cotton 4+, um projeto de pesquisa e desenvolvimento, o Brasil coopera com o Togo e outros países, incluindo Chade, Níger, Mali e Burkina Faso. Este projeto, que produziu “benefícios importantes e concretos no Togo”, é a ponta de lança da cooperação Brasil-Togo no setor agrícola.

Vários centros de pesquisa, novas sementes de alto rendimento, capacitação de pessoal e expansão rural são alguns dos benefícios deste projeto, disse Nei Futuro Bitencourt.

O responsável brasileiro manifestou ainda a vontade do seu país de reforçar ainda mais a sua cooperação com o Togo, não só na área da investigação agrícola mas também noutras como a educação, formação militar e segurança, especialmente no norte do Togo, perto do Sahel.

“Temos um novo projeto de corredor forrageiro que ajudará a mitigar as tensões induzidas pela transumância em países localizados nas regiões do Sahel e do Norte do Sahel”, disse o embaixador sul-americano.

Sobre a cooperação no setor de segurança, Futuro Bitencourt se referiu aos integrantes do exército togolês que são treinados nas academias brasileiras. “Queremos levar isso adiante e fazer mais. Há muitos problemas comuns que Brasil e Togo compartilham.”

O Brasil é um dos países onde o Togo busca parceiros privados para financiar parcialmente seu desenvolvimento. Antes da pandemia, o país da África Ocidental estava até planejando um Fórum Econômico Togo-Brasil.

Depois dos Estados Unidos, que é a maior economia do mundo, o Brasil é a segunda potência econômica das Américas. No entanto, em todo o mundo, é a 11ª potência econômica. Em 2017, o comércio entre este país e o Togo foi avaliado em 97 milhões de dólares.

Ayi Renaud Dossavi

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.