Coronavírus: nenhuma festa no campus em 2020

O maior evento tecnológico do mundo terá novas datas em Brasília devido às precauções tomadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) em relação ao coronavírus. A festa no campus, previamente agendada para 29 de abril e 3 de maio, ainda precisa encontrar novas datas no calendário de Brasília.

Reunião remota

Na terça-feira à tarde, foi realizada uma reunião remota entre os organizadores e os coordenadores do campus (24), para tratar do problema. A expectativa é que o evento ocorra o mais breve possível, possivelmente antes de setembro ou outubro. No ano passado, o evento recebeu cerca de 4.000 campistas e 120.000 pessoas circulando no estádio Arena Mané Garrincha.

Distrito e Bolsonaro

Vários deputados distritais aproveitaram a remota sessão do CLDF de ontem para criticar o discurso do presidente Jair Bolsonaro na noite de terça-feira (24), sugerindo o relaxamento das regras de quarentena. “Desastroso”, “irresponsável”, “lamentável”, “criminoso” e “de preconceito genocida” foram algumas das palavras usadas para designar o tom do discurso de Bolsonaro para eles.

Vá contra tudo

Leandro Grass (Rede), que já pediu a destituição do presidente, lembrou que o discurso contradiz tudo o que dizem a Organização Mundial da Saúde (OMS), os governadores e o próprio ministro da Saúde. Chico Vigilante (PT) disse estar “aterrorizado” com o pronunciamento e que o presidente “comprou uma briga com a sociedade brasileira”.

Revisar a comunicação

Até membros do campo mais conservador criticaram. Julia Lucy (Novo) disse que lamentou a declaração e disse que Bolsonaro deveria rever seu modo de comunicação e respeito pela República Federal.

Taxa para coronavírus

A deputada federal Flávia Arruda (PL-DF / foto) apresentou um projeto de lei que reduz em 50% os valores das cotas para exercer a atividade parlamentar e destina mais metade do valor ao Ministério da Saúde, para auxiliar as ações da combate. novo coronavírus. O texto da Flávia, apresentado ontem, estabelece que os valores serão realocados em casos de suspensão ou redução das atividades do Congresso Nacional devido a surtos, pandemias e epidemias.

Valores

No Distrito Federal, a taxa é de R $ 30,7 mil por mês e, entre os deputados no Distrito Federal, o valor pode chegar a mais de R $ 123 mil por mês. “O parlamento, como toda a sociedade, é capaz de entender a necessidade urgente de se reajustar a esse novo cenário que afetará a todos, sem distinção”, diz o deputado.

Apelo do Sebrae

O presidente do Sebrae DF, Valdir Oliveira, está sendo chamado para pedir para comerciantes do Distrito Federal não desobedecerem ao decreto publicado pelo governador Ibaneis Rocha que proíbe a operação de bares, restaurantes e outros estabelecimentos. Essa possibilidade foi considerada após o discurso proferido pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de terça-feira, minimizando a gravidade da pandemia. Ele pede cautela e observa que, se isso acontecer, “um clima de desordem se instalará”. “O governo do DF agiu com grande domínio na luta contra a pandemia e é importante que todos sigam o que o decreto do governador estabelece”, alerta, em tom de preocupação.

You May Also Like

About the Author: Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *