Decreto Bolsonaro altera panorama dos direitos de transmissão do futebol brasileiro

Os clubes têm maior liberdade para assinar acordos comerciais com empresas de mídia.

imagens falsas

  • Os clubes de futebol agora podem vender os direitos de imprensa dos jogos em casa sem a aprovação do adversário
  • Clubes no Brasil também podem assinar acordos de patrocínio de kit com empresas de mídia
  • Globo busca proteger contratos de transmissão nacional existentes

Os clubes de futebol brasileiros agora podem vender os direitos de transmissão de seus jogos em casa sem exigir a aprovação de seus adversários depois que o presidente do país, Jair Bolsonaro, emitiu um novo decreto.

O político de extrema direita (foto) também revogou uma lei de 1998 que impedia os clubes de firmar acordos de patrocínio de kits com empresas de mídia.

Os clubes de futebol brasileiros podem negociar acordos de direitos televisivos com as redes individualmente, mas até agora a transmissão dos jogos só foi permitida se os times locais e visitantes concordarem com a rede.

Tras el decreto de Bolsonaro, que permanecerá en vigor durante un período inicial de 60 días y podría extenderse aún más, los partidos celebrados en sedes neutrales seguirán requiriendo un acuerdo entre ambas partes, mientras que los clubes también podrán transmitir partidos en casa en sus propios canais de TV. .

De acordo com a Reuters, o decreto também permite que os clubes assinem jogadores com contratos de 30 dias, contra o mínimo anterior de 90 dias, enquanto os jogadores terão direito a receber 5% das receitas da televisão.

A decisão de Bolsonaro, que ainda precisa da aprovação dos parlamentares brasileiros, antecedeu a retomada do Campeonato Carioca carioca em 18 de junho, quando seu time favorito, o Flamengo, derrotou o Bangu por 3 a 0.

Essa partida em particular foi objeto de uma disputa entre o Flamengo e a emissora Globo, que tem acordos de direitos autorais com vários clubes de futebol brasileiros.

Conforme relata a Reuters, horas antes do início da partida, Flamengo e Bangu ainda não haviam chegado a um acordo sobre se a partida seria transmitida pela televisão.

Desde então, a Globo divulgou nota em que a empresa afirma que não transmitirá jogos do Flamengo por não ter os direitos sobre eles, nem o Flamengo transmitirá seus jogos em casa no Campeonato Carioca por meio de seu canal interno FlaTV. porque a Globo detém os direitos das partidas disputadas por outros clubes participantes.

A Globo, que detém os direitos exclusivos de streaming gratuito e pay-per-view dos 20 clubes do Campeonato Brasileiro da Série A, também argumenta que o decreto de Bolsonaro não afeta os contratos já assinados.

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *